quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Corvina no tacho

Corvina no tacho

Infelizmente, e na minha humilde opinião, cada vez nos afastamos mais da comida tradicional portuguesa, da comida das nossas avós, dos cheiros tradicionais. As novas gerações dos amantes de culinária, tentam sempre inovar, com novos sabores, novos ingredientes, novos aromas. Temos vindo a importar de tudo, de mau e de bom. A comida plástica tem sido a nossa maior falha, sem dúvida. Mas temos importado também, novos legumes, novas frutas, novas ervas para tempero. Acho isso muito positivo, mas ás vezes gosto de voltar atrás, à cozinha simples, rápida e poupada das nossas avós. Por isso hoje trago, uma corvina, muito simples e básica, que toda a gente sabe como se faz, mas apenas para relembrar outros tempos… Aqui fica:

3 postas de corvina
5 batatas pequenas/médias
1 cebola grande
3 dentes de alho
½ pimento vermelho
½ pimento verde
1 copo de vinho branco
Sal
Pimentão doce em pó
2 colheres de sopa de polpa de tomate
Azeite
2 folhas de louro

Num tacho largo, colocar a cebola descascada e fatiada em meias luas. Por cima colocar os dentes de alho picados. Descascar as batatas e colocar no tacho, cortadas em rodelas finas. Arranjar os pimentos, limpando-os das sementes, e cortar em tiras finas. Distribuir por cimas das batatas. No topo de tudo colocar as postas de peixe. Temperar com sal, pimentão doce, polpa de tomate e as folhas de louro. Por último regar com o vinho branco e azeite (de forma generosa). Levar ao lume, tapado, cerca de 25 minutos, ou até as batatas estarem cozidas. Não mexer durante a cozedura. Servir quente.

Bom apetite!

6 comentários:

  1. Ficou com um óptimo aspecto.
    Utilizo um modo muito semelhante para fazer a caldeirada, que é basicamente o mesmo, altera é o tipo de peixe que se usa.

    ResponderEliminar
  2. hum que bom!adoro peixinho!
    gosto muito de corvina grelhada com uma saladinha!;)

    ResponderEliminar
  3. È um peixe muito apreciado cá em casa...

    Já estou a imaginar.....

    Essa receitinha dos nossos antepassados, com uma batatinha cozida, ai que maravilha...

    Muito bom

    ResponderEliminar
  4. Ficou muito lindo seu peixe, que espetáculo, fiquei até com fome aqui! Parabéns! Beijos

    ResponderEliminar
  5. Gosto muito de inovar na minha cozinha, embora tenha que me conter para não gerar uma onde de desagrado mais ou menos repentina, mas confesso que uma comida com sabores e aromas de antanho me leva aos céus se for bem confeccionada e quantos destes pratos são tão simples de preparar. Quando penso na nossa cozinha tradicional penso sempre em legumes acabados de arrancar da horta, em ervas frescas a apurar lentamente caldos magníficos e na paciência e amor que se põe neste processo. Bom, tudo isto para concluir que nunca comi corvina, mas hei-de provar, por hoje vou-me ficar por uma pescada e vou cozinhá-la assim no tacho.
    Beijinhos grandes.

    ResponderEliminar
  6. tens toda a razao a nova cozinha trouxe-nos coisas muito boas como as epseciarias muitas nem conhecia mas eu continuo a adorar pratos de antigamente
    como umas migas que aqui eram muito consumidas e ate mesmo um caldo verde sao alguns exemplos
    este peixinho esta delicioso
    ha que manter os sabores tradicinais:)

    ResponderEliminar

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...