segunda-feira, 29 de maio de 2017

Bolo de cenoura com avelã e aveia



Cá vamos para mais uma semana. Cansada por uma batalha que estamos quase a vencer lá por casa (um dia conto-vos!) e por um fim-de-semana mais uma vez cheio. O fim do ano escolar está a 3 semanas e este 3.º período é pequeno e sempre meio aéreo lá por casa. Entre greves e feriados as aulas têm acontecido, as avaliações resumem-se a um teste por disciplina e mais um ou outro trabalho, mas o empenho maior tem estado nos esquemas e formações da ginástica e saraus de fim de ano. O meu discurso, como é evidente, é sempre no sentido de que a escola é a prioridade, mas as miúdas gostam mesmo da ginástica. E eu confesso, que deve ter sido das melhores decisões que nós tomamos em relação à formação delas até ao momento. Fazer ginástica ou qualquer exercício físico é bom, todos sabemos disso. Elas têm crescido no clube onde a praticam e entraram muito cedo para lá. A evolução nestes anos é francamente positiva, mas principalmente são algumas das lições que elas tiram que me deixam feliz. Não é apenas ir e fazer ginástica. É a responsabilidade, o empenho, o espírito de sacrifício, a amizade, o trabalho de equipa, o compromisso e a dedicação. É aprenderem a não desistir na primeira contrariedade e superarem-se a elas próprias. É perceberem que o trabalho e o esforço dá resultado. É perceberem que elas são únicas, mas que a unidade de cada um cria um grupo que funciona como um todo. É também perceberem que o grupo depende do trabalho de cada um e que cada um depende do trabalho do grupo. Se há dias em que chegam a casa com lágrimas de frustração nos olhos e com dores no corpo, há outros em que o sorriso de orgulho me enche a mim de emoção. É tão bom vê-las crescer em tudo na vida. É bom poderem ter uma vida preenchida com atividades e interesses diversificados.



220g de cenoura já descascada
180g de açúcar
50g de avelãs
4 ovos
100g de margarina vegetal amolecida
100 ml de leite
180g de farinha
50g de aveia
1 colher de chá de fermento em pó

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Untar uma forma de buraco com margarina e polvilhar de farinha. Reservar.

Colocar num robot de cozinha a cenoura partida em pedaços pequenos, o açúcar e as avelãs. Triturar até ficar em puré. Adicionar os ovos, a margarina amolecida e o leite e bater novamente. Por último juntar a farinha, a aveia e o fermento e bater em velocidade média apenas até estarem envolvidos na massa.

Colocar a massa na forma e levar ao forno cerca de 35 minutos. Verificar a cozedura, retirar do forno e desenformar.

Bom apetite!

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Frango do campo no forno com abóbora



Hoje o dia está cinzento e parece que o Norte está debaixo de chuva. Por isso deixo-vos uma comida de conforto. Daquelas que se fazem quase sozinhas, boas para fazer ao fim-de-semana. É temperar depois do pequeno-almoço, meter no forno por volta do meio-dia e disfrutar calmamente em família ao almoço. Aqui fica:



1 frango do campo partido ao meio
1 abóbora manteiga descascada e cortada em cubos
1 colher de chá de alho em pó
1 colher de chá de pimentão doce
1 colher de chá de cominhos moídos
1 pitada de piripiri
Sumo de 1 laranja
Sal grosso q.b.
2 colheres de sopa de azeite

Queijo mozarela ralado
Manjericão fresco

Colocar num tabuleiro de ir ao forno o frango com a pele virada para cima e os cubos de abóbora. Numa taça juntar todos os ingredientes do tempero e misturar bem. Cobrir o frango e a abóbora com o tempero e reservar pelo menos uma hora.

Aquecer o forno a 220.ºC e colocar o tabuleiro. Passados 10 a 15 minutos reduzir a temperatura para 180.ºC e deixar cozinhar mais meia hora. Retirar o tabuleiro do forno e cobrir o frango (ou parte dele) com mozarela ralada e manjericão fresco. Levar ao forno até o queijo derreter. Comemos acompanhado de arroz branco.

Bom apetite!


quarta-feira, 24 de maio de 2017

Bolo de gengibre e mel



A grande maioria das vezes faço os meus bolos por pura intuição. Mas algumas vezes, gosto de seguir algumas receitas mais a preceito. Foi o caso desta que vi no site da Teleculinária. Um bolo de gengibre e mel, que fez sucesso lá por casa, principalmente junto da mais nova, que gostou principalmente das últimas fatias torradas com manteiga. E vocês, o que fazem quando os bolos começam a ficar mais secos?



1 casquinha de limão
20g de gengibre fresco
150g de açúcar
150g de mel
5 ovos
250g de farinha
1 colher (chá) bem cheia de fermento em pó

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Untar uma forma de buraco com margarina e polvilhar de farinha. Reservar.

Com a ajuda de um robot de cozinha, ralar bem fino a casca de limão e o gengibre já descascado e misturar com o açúcar. Juntar de seguida o mel e os ovos e bater muito bem. Por último juntar a farinha e o fermento e envolver. Colocar a massa na forma e levar ao forno cerca de 30-35 minutos ou até estar cozido (o meu secou um bocadinho por deixá-lo tempo a mais – a receita original dizia 45 minutos e no meu forno era preciso muito menos!).

Desenformar e deixar arrefecer.

Bom apetite!



segunda-feira, 22 de maio de 2017

Quadradinhos (queijadas) de iogurte



Mais um fim-de-semana que passou bem cheio, como quase sempre! Para começar a semana trago-vos uma receita que já fiz há umas duas semanas e que foi sobremesa para uns grelhados no quintal da minha mãe. Estava um dia quente e aquelas horas no jardim souberam mesmo bem. A receita tinha copiado de véspera de um blog espanhol (peço imensa desculpa, mas não guardei o link!!!! Shame on me!) e relativamente à original acrescentei o sumo e a raspa de laranja. Fiz num tabuleiro e depois foi só cortar em quadradinhos e colocar em forminhas. É mais fácil para as ocasiões em que queremos poupar loiças e ser mais rápido de servir os convivas. Deixo-vos a sugestão.



(medida = copo de iogurte)

2 iogurtes naturais
2 medidas de farinha
4 medidas de leite
1 e ½ medidas de açúcar
1 colher de chá de fermento em pó
3 ovos
75g de margarina vegetal derretida
Sumo e raspa de uma laranja

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Untar um tabuleiro retangular com margarina e polvilhar de farinha. Reservar.

Juntar todos os ingredientes e bater muito bem até a mistura estar homogénea. Colocar a massa na forma e levar ao forno cerca de 30 minutos ou até estar cozido. Retirar do forno e deixar arrefecer por completo. Polvilhar com açúcar em pó, cortar em quadrados e colocar em forminhas de papel.

Bom apetite!



sexta-feira, 19 de maio de 2017

Bolo de chocolate e côco



Em véspera de fim-de-semana, deixo-vos uma sugestão doce. São sempre as receitas com mais sucesso aqui no blog. Bolos!!! Desta vez saiu um bolo de chocolate, quase sempre com sucesso garantido e salpicado de coco, que todos lá por casa gostamos. É um bolo tremendamente simples de fazer. Não há desculpas! Deixo-vos a sugestão:



4 ovos
2,5dl de leite
220g de açúcar
100g de chocolate em pó
70g de coco ralado
250g de farinha
1 colher de fermento em pó

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Untar uma forma de buraco com margarina e polvilhar de farinha. Reservar.

Começar por bater os ovos juntamente com o leite e o açúcar. De seguida juntar o chocolate em pó, o coco ralado, a farinha e o fermento. Bater até todos os ingredientes estarem integrados. Colocar a massa na forma e levar ao forno cerca de 30 minutos. Verificar a cozedura, retirar do forno e desenformar. Deixar arrefecer.

Bom apetite!

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Frango com brócolos, cogumelos e rebentos de feijão mungo



Um destes fins-de-semana em que o pai lá de casa foi trabalhar, resolvi pegar nas miúdas e ir passear para a Baixa (de Lisboa). Eu sou alfacinha de gema, os meus pais também já eram nascidos em Lisboa e uma das minhas avós também. Por isso, sou a verdadeira menina de cidade (que adorava viver no campo!), completamente apaixonada pela minha cidade. Tirei o meu curso no Chiado, o meu avô paterno tinha lojas na baixa e os meus avós maternos moravam em Alfama. Por isso, como podem perceber domino aquela zona. Ir de carro para a Baixa neste momento pode ser o inferno em três actos, e, como tal, larguei o carro perto de uma estação e fomos de metro. Saímos no Terreiro do Paço e começamos pelo Cais das Colunas. Seguimos pela Ribeira das Naus, sempre com direito a muitos turistas, esculturas improvisadas com pedras e música ao vivo. Voltamos para trás e começamos a subir até ao Rossio intercaladamente entre a Rua do Ouro, Rua Augusta e Rua da Prata. Do Rossio fomos aos Restauradores e voltamos a descer um bocadinho para lhes mostrar um dos mais antigos armazéns de Lisboa que ainda resistem ao tempo – a Pollux. Saímos pela parte de trás da loja e descemos pela Rua da Madalena em direção ao Martim Moniz. Aí foi a loucura, de se depararem com outro universo tão diferente. Apesar de frequentarem uma escola com crianças e adolescentes de muitas origens, ali a imagem global é muito maior. Ouve-se falar pouco português (entre turistas e residentes…), os cheiros são radicalmente diferentes, as lojas e os restaurantes. Claro que fomos comprar “cenas” para os nossos crafts e como não podia deixar de ser (isto tudo para chegar aqui!) fomos ao supermercado chinês, onde parece que estamos literalmente noutro país. Não vim carregada de coisas (estava com as miúdas e de metro!), mas comprei algumas coisas mais difíceis de encontra noutros lados e francamente mais em conta. Uma das coisas que comprei foram dois sacos com rebentos de feijão mungo. As miúdas adoram (e nós também) e ali estavam ao preço da chuva! Daí a receita que vos trago hoje. Os rebentos de feijão mungo também podem ser encontrados em supermercados bio, ou grandes superfícies. Espero que gostem!



3 peitos de frango cortado em cubos
2 cebolas pequenas fatiadas
2 dentes de alho
2 chávenas de chá de cogumelos frescos laminados na hora
2 chávenas de chá de rebentos de feijão mungo
2 chávenas de chá de raminhos de brócolos
Sal, mel, pimenta, molho de soja

Levar uma frigideira ao lume com um fio de azeite. Quando estiver quente juntar a cebola e os dentes de alho picados. Quando a cebola começar a ficar macia, adicionar os brócolos, os cogumelos e os rebentos de feijão mungo. Deixar cozinhar cerca de 5-7 minutos, temperando com uma pitada de sal grosso, pimenta e uma colher de sopa de molho de soja. Retirar e reservar. Na mesma frigideira acrescentar mais um pouco de azeite, uma colher de sopa de mel e os pedaços de frango, com uma pitada de sal. Quando o frango começar a lourar, acrescentar mais duas colheres de sopa de molho de soja e juntar os legumes reservados, envolvendo-os. Deixar mais dois minutinhos e está pronto a servir. Acompanhamos com arroz thai jasmin, também um dos preferidos lá de casa.

Bom apetite!

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Bolo de laranja e canela



Segunda-feira novamente, desta vez depois de um fim-de-semana intenso para tantos. Não me vou alargar sobre esse assunto porque já deve ter sido tudo dito, comentado, perguntado e respondido de e por toda a gente. Por isso, e para não me alargar muito em nada fica diretamente a receita. Ele há dias assim. Em que não apetece dizer nada.


4 ovos
Sumo e raspa de 1 laranja grande
180g de açúcar
100g de margarina vegetal amolecida
1 iogurte natural
1 colher de sobremesa de canela
200g de farinha
1 colher de chá de fermento em pó

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Untar uma forma de buraco com margarina e polvilhar de farinha. Reservar.

Começar por bater os ovos, o açúcar e o sumo e a raspa da laranja. Juntar de seguida a margarina amolecida e o iogurte e bater novamente. Por último juntar a canela, a farinha e o fermento em pó. Bater até estarem integrados. Colocar a massa na forma e levar ao forno cerca de 35 minutos ou até estar cozido. Desenformar e deixar arrefecer.

Bom apetite!

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Cogumelos no forno com vinagre balsâmico



Olhando para o tempo lá fora, apetecem-me coisas quentes, comida de conforto e de coisas que aqueçam a casa. Hoje trago-vos uma receita mesmo muito simples, mas que lá em casa gostamos muito. Cogumelos no forno com vinagre balsâmico. Servem de acompanhamento ou como entradinha e fazem-se em menos de nada. Esta receita é para dois, uma vez que cogumelos é mesmo daquelas coisas que as miúdas não gostam… apesar de comerem quase tudo, cogumelos não conseguem! Deixo-vos a sugestão

250g de cogumelos castanhos (para grelhar)
4 dentes de alho picados
¼ de chávena de azeite
2 colheres de sopa de vinagre balsâmico
2 colheres de sopa de coentros frescos picados
1 pitada de sal grosso
1 pitada de pimenta preta moída na hora

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Lavar os cogumelos e escorrer muito bem. Passar os cogumelos por um papel de cozinha absorvente. Colocar os cogumelos partidos em quartos num pequeno recipiente de ir ao forno. Juntar os restantes ingredientes e envolver bem. Levar ao forno cerca de 20 minutos. Servir de imediato.

Bom apetite!

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Bolo de maçã com nozes e amêndoas



Cá estamos a iniciar mais uma semana. O fim-de-semana passou invariavelmente a correr. Estava mal habituada com fins-de-semana compridos e faltou-me tempo para dar vazão a todos os meus projetos. O mês de Maio é sempre um mês complicado. É praticamente o único mês do 3.º período, e há testes para preparar e trabalhos para apresentar. A juntar a isso, temos os habituais almoços, lanches e jantares de família, os treinos extras da ginástica e o início dos vários saraus espalhados pelo país. O marido também tem trabalhado ao fim-de-semana, por isso as coisas têm andado um bocadinho em contrarrelógio. A idade já não perdoa e tantos horários na agenda já me fazem entrar em curto-circuito! A saúde também não tem estado a 100%, já para não falar das alergias… por isso, vai-se levando o barco. Mas cozinhar está sempre na ordem do dia, e levar bolinhos para casa de um e de outo também! Este por acaso foi para um barco, e um lanchinho depois de um passeio…



4 ovos
200g de açúcar
100g de margarina vegetal amolecida
100ml de leite
200g de farinha
1 colher de chá de fermento
50g de nozes e amêndoas picadas
1 maçã grande partida em pedaços pequenos
1 colher de chá de canela
Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Untar uma forma de buraco com margarina e polvilhar de farinha. Reservar.

Começar por bater os ovos juntamente com o açúcar. Juntar a margarina e o leite e bater novamente. Adicionar a farinha e o fermento e bater até estarem integrados. Por último juntar os frutos secos, a maçã picada e a canela e envolver bem na massa.

Colocar a massa na forma e levar ao forno cerca de 35 minutos ou até estar cozido. Retirar do forno e desenformar.

Bom apetite!

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Arroz solto com salsichas frescas



Hoje o dia está cinzento e aqui na região de Lisboa já quase todos devem ter sido apanhados desprevenidos e levaram com uma valente carga de água em cima (eu, claro!). O fim-de-semana está novamente à porta, desta vez sem feriados associados… uma pessoa habitua-se depressa demais ao bem-bom e depois custa tanto voltar às rotinas! Seja como for e sem fazer grandes planos, há mais algumas coisas que quero fazer por estes dias. Já andei de volta dos crafts e de dois ou três projectos que tinha preguiça de executar. Afinal foi tudo tão mais fácil e rápido do que eu pensava o que só prova que muitas vezes a preguiça e o cansaço levam a melhor sem razão nenhuma! Mas bom, esses estão feitos e arrumados (e ficaram lindinhos!) agora é selecionar outras coisas para arrancar com elas. No meio de tudo refeições simples. Fáceis. Rápidas e saborosas.



500g de salsichas frescas
Arroz vaporizado suficiente para 4-5 pessoas
2 cebolas
3 dentes de alho
1 folha de louro
½ pimento vermelho
5 ou 6 folhas de couve

Colocar um tacho ao lume com um fio de azeite. Adicionar ½ cebola e um dente de alho picados e a folha de louro. Deixar alourar. Juntar o arroz e mexer. Quando o arroz começar a ficar translúcido juntar água a ferver suficiente para cozer o arroz. Temperar com sal e deixar cozer. Depois de cozido escorrer bem e reservar.

Levar um tacho alto e de fundo grosso ao lume. Colocar as salsichas e deixar cozinhar de todos os lados até estarem douradinhas. Retirar as salsichas para um prato, retirar a gordura do tacho e colocar a restante cebola e dentes de alho picados, o pimento em tiras e a couve cortada em juliana. Adicionar um pouco de sal, mexer e deixar cozinhar enquanto se cortam as salsichas em pedaços largas. Juntar os pedaços de salsicha ao tacho e envolver. Por último adicionar o arroz, envolver tudo e servir.

Bom apetite!

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Lulas salteadas com macarrão



O dia acordou de céu azul e de sol a brilhar. Tão bom! As refeições mais ligeiras já começam a ganhar cada vez mais espaço na mesa e por isso mesmo hoje deixo-vos a sugestão de uma refeição muito simples de preparar. Também uma boa opção para variar da carne, que acabamos por consumir em excesso. Lá por casa estes pratinhos de massa com legumes salteados fazem sempre sucesso. E vocês? Costumam fazer?



800g de lulas limpas e descongeladas (partidas em argolas)
1 cebola
4 dentes de alho
½ couve coração pequena
100g de cogumelos
300g de macarrão
Sal, pimenta, pimentão-doce e azeite

Levar um tacho ao lume com água temperada com sal. Quando começar a ferver colocar o macarrão e deixar cozer até ficar al dente. Escorrer e reservar.

Numa frigideira larga e alta colocar um fio de azeite. Quando estiver quente juntar a cebola em fatias finas e os alhos picados. Deixar alourar. Adicionar a couve cortada em juliana e os cogumelos bem escorridos e em pedaços. Temperar com sal, pimenta e pimentão-doce. Quando a couve estiver macia, retirar para o recipiente de servir.

Na mesma frigideira adicionar novamente um fio de azeite e quando estiver bem quente juntar as argolas de lulas bem escorridas. Temperar com uma pitada de sal e deixar reduzir a água que libertam. Juntar as lulas e o macarrão aos legumes, regar com um fio de azeite e envolver.

Bom apetite!

Post Ads (Documentation Required)

Author Info (Documentation Required)