quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

On a diet… e uma sugestão de sobremesa

Bolacha de arroz com maçã, canela e passas

Os mais atentos, ou aqueles que também me acompanham através do Flickr, já repararam, que mais uma vez (a milionésima, provavelmente) iniciei um período de dieta. Continuo a cozinhar “normalmente” para a restante família, mas para mim as coisas têm estado diferentes. Gosto tanto de cozinhar, como gosto de comer… é uma combinação explosiva, o que faz com que agora me obrigue a mim própria a perder 15kg. Tem que ser. Custe o que custar. Com altos e baixos, com deslizes ou sem eles, vai ter que ser.

Uma das coisas que noto quando estou a fazer dieta é a falta de mastigar, i.e., todos os alimentos mais saudáveis se desfazem na boca à primeira mastigadela. São muito aguados. Sinto falta de uma boa fatia de pão cheia de manteiga, de uma bela feijoada, de uma boa fatia de bolo… daquelas coisas que se enrolam na boca e nos permitem desfrutar do seu sabor durante mais tempo. Para mim, um dos maiores desafios de uma dieta é tentar ter prazer em comer aquilo que nos é permitido comer. Por isso, e a partir de agora, aparecerão por aqui algumas sugestões, mais do que receitas, de como dar a volta a alguns alimentos para não parecerem tão… nem sei como lhes hei-de chamar! Por isso aqui fica a minha primeira sugestão para uma sobremesa ou um snack a meio da tarde:

(Todas as minhas receitas “on a diet” são para uma pessoa. No máximo servirão duas refeições individuais)

1 maçã
2 bolachas de arroz
8 a 10 passas amarelas
Canela em pó q.b.
1 laranja pequena

Partir a maçã em quadrados pequenos para um tacho pequeno. Retirar a casca da laranja (depois de lavada) e juntar à maçã. Regar com o sumo da laranja e levar a cozer cerca de 5 minutos. Não deixar espapaçar. Retirar do lume e deixar arrefecer por completo. Depois de frio, colocar a mação sobre as bolachas de arroz e salpicar com as passas e canela em pó.

Bom apetite!

14 comentários:

  1. que bom aspecto...
    Gostei muito
    Jinhos fofos

    ResponderEliminar
  2. Uma óptima sugestão.

    Boa sorte para a dieta.
    Com empenho e muita força de vontade o resultado será positivo.

    http://asvezescozinheira.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Adorei esta sugestão!
    e hei-de experimentar, pois além de saudável, parece-me deliciosa.

    :)
    Beijinhos e boa sorte para este desafio.

    ResponderEliminar
  4. bem pode ser uam ideia diet mas eu cá adorei e acho que vou experimentar um dia destes
    boa sorte
    eu também quero perder os dois quilos ue ganhei ja neste inverno mas nada
    hehe

    ResponderEliminar
  5. Mesmo sem ser de dieta o aspecto é fantástico!
    Assim certamente será fácil manteres o objectivo a que te propuseste!

    ResponderEliminar
  6. Olá!!

    Eu tmabém vou iniciar uma dieta... juntamos esforços e motivação?

    Bjs

    ResponderEliminar
  7. Para não te sentires sozinha nessa tarefa aproveita para te apoiar na Manelita açoreana que também entrou em dieta há pouco tempo (http://deliciassaudavel.blogspot.com/).
    Já agora estás a fazer a dieta só ou acompanhada por um nutricionista?
    Se quiseres posso dar-te umas dicas da dieta que fiz há uns anos atrás acompanhada por um médico, sem tomar qualquer medicamento.
    Beijocas
    Moira

    ResponderEliminar
  8. Olá, fiz uma dessas dietas há 2 anos, emagreci 18kg e até hoje estou óptima! Força, porque se tiveres mesmo força de vontade tu consegues!

    ResponderEliminar
  9. Boa sorte para a dieta, houve uma altura que comia muito dessas bolachinhas até que enjoei.
    Bjs

    ResponderEliminar
  10. Obrigada a todas pela motivação. De facto estou a fazer dieta "sózinha". A experiência já vai sendo grande e não me apetece encher o corpo de comprimidos para isto ou para aquilo. Vamos ver como correm as coisas! Obrigada pela dica! ;)

    ResponderEliminar
  11. Para fazer dieta é preciso força de vontade (que me parece existir). E, para quem gosta de cozinhar, é um teste a criar refeições atractivas e ao mesmo tempo saudáveis. O início não podia ser melhor!!
    Beijinhos e boa sorte!

    ResponderEliminar
  12. De facto, é bem complicado fazer dieta sem deixar de lado o prazer de comer. Essas sugestões serão bem-vindas para quem precisa por várias razões perder os seus quilinhos em excesso! Esta sugestão de sobremesa onde a fruta reina é um exemplo perfeito de como se pode comer saudável e ter prazer nisso :)
    Boa sorte para a dieta!
    beijinho.

    ResponderEliminar
  13. Cá estou eu de novo, desta vez para vos falar da minha 3ª petição:

    Petição Mais cuidados maternais, por um Futuro melhor!

    Para:Assembleia da República


    Hoje em dia não é raro ver crinças e jovens a deambular pelas ruas, muitos deles perdidos nas malhas da droga e da prostituição. São crianças e jovens vítimas de "abandono" por parte de quem tem por missão orientá-los:os pais.

    Esse "abandono" começa nos seus primeiros meses de vida, quando a mãe se vê obrigada a voltar ao trabalho.

    Quantas destas mães não guardariam os seus filhos, se tal lhes fosse permitido?
    Ninguém, nem mesmo uma avó, pode substituir os cuidados maternos. É fundamental qua mãe e filho possam fortalecer um vínculo que se iniciou durante a gravidez, pois que tal só traz benefícios quer para a criança quer para a mãe. É nos primeiros anos de vida que se estrutura a personalidade. Uma criança que receba, nesses primeiros anos, os cuidados maternos revelará, estamos certos disso, uma estrutura mental mais forte e saudável.

    Fala-se tanto em aumentar a natalidade em Portugal (o país envelhece, pouco a pouco), quando é fundamental olhar para as crianças que já nasceram, essas que, assim que vêm ao mundo, são logo "separadas" da mãe, não lhes sendo permitido um primeiro contacto! Separados logo à nascença!!! Até quando se permitirá que o Homem aniquile esse primeiro momento?

    Ainda no hospital, a mãe vive antecipadamente a angústia de saber que, muito em breve, terá de "abandonar" o seu filho aos cuidados de outros. Essa angústia compromete seriamente o vínculo mãe-filho.

    À mulher deve ser dada a liberdade de escolha. Nenhuma mulher deve ser obrigada a "abandonar" os seus filhos. Nenhuma mulher deve ser discriminada nem inferiorizada por escolher permanecer em casa, a fim de acompanhar os primeiros anos de vida dos seus filhos. O Estado Português deve investir no lar, permitindo que as mães cuidem dos seus filhos.O Estado Português deve apoiar -mononetariamente, e não só- todas as mulheres que, acima de tudo, queiram cuidar dos seus filhos. O Estado Português não pode esquecer que estes são os Filhos da Nação. Que são o nosso Futuro.

    Cada recém-nascido é o futuro do nosso país. E nós queremos um Futuro melhor. Para tal, há que reescrever o presente.


    Os signatários


    Está em http://www.peticaopublica.com/?pi=P2010N1300

    -----------------------------------------------
    A primeira petição, se estais recordadas (os), é pela salvaguarda dos direitos naturais de uma mãe, em caso de separação do casal. Está em:
    http://www.peticaopublica.com/?pi=P2009N575

    -----------------------------------------------

    A segunda é pela pessoa deficiente, para que lhes seja permitido (através de rampas, avisos em braillle, etc) aceder aos mais variados espaços públicos! Está em:
    http://www.peticaopublica.com/?pi=P2009N134

    ResponderEliminar

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...