sexta-feira, 1 de maio de 2015

Tarte de carne picada, com alheira e brie

Tarte de carne picada

No fim-de-semana passado fiz um empadão para o almoço. Na hora de “montar” o tabuleiro achei que tinha carne a mais uma vez que utilizei a receita mais aprimorada de empadão em que junto à carne uma série de legumes, o que faz com que a carne renda bastante mais. Como não tinha ainda nada definido para o jantar e íamos chegar a casa tarde, depois de sairmos durante o dia, resolvi retirar parte da carne para usar numa tarte salgada. Lembrando-me que queria participar nesta edição do grupo Dia Um… Na Cozinha!, e não tinha muito mais tempo para preparar uma receita especial, resolvi aproveitar a ocasião. Lá em casa todos gostam destas tartes (agora, porque dantes não era bem assim!), principalmente desde que me afasto das receitas mais originais de quiches. Juntando os sabores da minha cozinha, consegui que eles os três ficassem fãs destas refeições mais práticas e ligeiras, e muitas vezes limpa restos de frigorífico… Por isso aqui vos deixo esta sugestão… só vos digo, desapareceu num abrir e fechar de olhos!


1 base de massa folhada de compra
200g de carne picada
1 cenoura pequena
½ cebola
4 cogumelos
3 dentes de alho
4 pés de salsa
2 colheres de sopa calda de tomate
1 alho francês grande
1 alheira de boa qualidade
¼ de um queijo brie
1 iogurte natural
4 ovos
Azeite, sal, pimenta e cominhos moídos

Tarte de carne picada

Com a ajuda de um robot de cozinha picar a cenoura, a cebola, os cogumelos, os dentes de alho e os pés da salsa (tudo junto!). Num tacho colocar um fio de azeite e levar ao lume. Juntar os ingredientes picados e deixar cozinhar cerca de 5 minutos. Juntar a carne picada, envolver bem e deixar cozinhar por mais 10 minutos, juntando uma pitada de sal, cominhos moídos a gosto e a calda de tomate. Quando a carne estiver cozinhada, retirar do lume e reservar.

Numa frigideira antiaderente colocar um fio de azeite. Levar ao lume e juntar o alho-francês cortado em rodelas finas. Deixar amolecer. Juntar depois o interior da alheira, sem pele, envolver e deixar cozinhar até o alho francês ter tomado a cor da alheira. Juntar por fim a carne preparada, rejeitando o molho que possa ter criado. Envolver muito bem. Retirar do lume e reservar.

Numa taça à parte bater os ovos e o iogurte, temperando com uma pitada de sal e pimenta preta moída na hora.

Estender a massa folhada na tarteira, picar o fundo com um garfo e por cima colocar o preparado de carne. Cobrir a carne com os ovos e o iogurte e por cima espalhar pequenos pedaços de queijo brie. Levar a forno quente cerca de 30-35 minutos. Quando estiver bem douradinha, está pronta!

Bom apetite!

Tarte de carne picada

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Bolo de mel algarvio… e o final de ano

Bolo de mel algarvio

Os dias vão correndo. Estes últimos meses do ano (lectivo!) são sempre muito ocupados e atribulados. Testes finais, exames nacionais, estudar, fazer trabalhos de casa, trabalhos de grupo, trabalhos individuais, teatros e apresentações, saraus e treinos especiais… juntando a isto todas as rotinas normais e o cansaço habitual de uma mãe que também já começava a pedir férias, os dias vão mesmo correndo. Este ano foi especialmente difícil. Foi duro mesmo. Agora queremos sol para aliviar as dores, pele bronzeada para alegrar a vista, gelados para refrescar a alma, mergulhos para libertar a mente, bolas de Berlim para adoçar os dias. Eu sei que nada disto vai arrancar aquilo que passámos este ano. Mas precisamos de tudo isto. O ar ainda me falta cada vez (e são tantas, mas tantas!) que revivo os momentos passados. Mas vamos crescendo. Todos nós lá em casa. E como eu digo tantas vezes às minhas miúdas: crescer dói muito. Dói mesmo muito!

Hoje deixo-vos um bolo com que me cruzei a semana passada no Facebook da Teleculinária. Delicioso. Experimentem!

Bolo de mel algarvio

200g de farinha
100g de açúcar
150g de mel
150g de margarina amolecida
100g de amêndoa moída (usei com pele)
5 ovos
1 colher de sobremesa de fermento em pó

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Untar uma forma de buraco com margarina e polvilhar de farinha. Reservar.

Numa tigela, juntar a margarina e o açúcar e bater bem até ficar cremoso. Adicionar os ovos e o mel e bater novamente. Aos poucos acrescentar a farinha, o fermento e a amêndoa e continuar a bater até obter um creme fofo.

Colocar a massa na forma reservada e levar ao forno durante aproximadamente 35 minutos. Verificar a cozedura, retirar do forno, desenformar e deixar arrefecer. Depois é só partir em fatias e deliciarem-se!

Bom apetite!

Bolo de mel algarvio

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Palha italiana

Palha italiana

Desta vez, vou começar a semana de forma bem doce. Trago-vos a sugestão de um doce que vi no blog Thermomix Brasil, e que na realidade é uma mistura entre o salame e o brigadeiro. O resultado final é muito bom. A receita que trago é da Bimby, mas facilmente se faz num tachinho ao lume, tal como os brigadeiros tradicionais. Aqui fica:

20g de margarina vegetal
100g de bolacha Maria
50g de nozes
1 lata de leite condensado
50g chocolate em pó
Açúcar para polvilhar

Palha italiana

Começar por untar uma forma pequena (20x20) com margarina ou óleo vegetal e reseravar.
Colocar no copo a bolacha Maria e picar 7 seg/vel 4. Retirar e reservar.
Colocar no copo as nozes e picar 2 seg/vel 5. Retirar e reservar com a bolacha.
Colocar no copo o leite condensado, o chocolate em pó e a manteiga e programar 13 min/Varoma/vel 4.
Adicionar as bolachas e as nozes e misturar com a ajuda da espátula. Retirar para a forma reservada. Colocar no frigorífico e quando estiver sólido, cortar em quadrados e passar por açúcar.

Bom apetite!

Palha italiana

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Bacalhau com legumes no forno

Bacalhau no forno com legumes

Hoje trago-vos um prato de bacalhau que serviu de almoço lá em casa no sábado passado. Não tinha tirado nada de véspera e estava assim num dia com milhões de coisas para fazer e vontade de fazer coisa nenhuma. O almoço tinha que sair cedo, que às duas da tarde tínhamos que estar na rua e também devia ser leve, que a tarde ia ser desportiva… pelo menos para as miúdas! E bem, lá abri o congelador e salvaram-me as minhas amigas migas de bacalhau congeladas. Tirei as migas, e lá pelas 11:00, começa a inevitável pergunta: o que vai ser o almoço? (sim, que lá em casa parece sempre que passam muito fominha!). E a minha resposta: Não sei, qualquer coisa com bacalhau! Entre as limpezas e as roupas lá fui pensando no assunto e na hora de ir para a cozinha lá saiu um prato de bacalhau que todos adoraram… “muito melhor que o bacalhau espiritual, mãe, muito melhor!!!”. Aqui fica:

500g de migas de bacalhau (descongeladas e bem escorridas)
3 cenouras médias
4 folhas grandes de couve lombarda cortada em juliana
2 alhos franceses pequenos
2 cebolas médias
6 dentes de alho
1 chávena de chá de batata palha
½ litro de molho bechamel (fiz na Bimby, mas pode ser de compra)
Azeite, pão ralado e mozarela ralada q.b.

Para o molho bechamel na Bimby:
300g de leite
200g de natas
60g de farinha
60g de manteiga
Sal, pimenta e noz-moscada

Bacalhau no forno com legumes

Começar por preparar tudo. Ralar as cenouras, cortar as folhas de couve em juliana, fatiar o alho francês e picar a cebola e os dentes de alho. Desfiar os pedaços maiores de bacalhau.

Levar uma frigideira larga e de fundo antiaderente ao lume. Quando estiver quente, regar com um fio de azeite e juntar as cenouras e a couve em juliana. Deixar saltear, adicionar uma pitada de sal. Quando os legumes estiverem macios, colocar num recipiente de ir ao forno e reservar. Na mesma frigideira, adicionar um fio de azeite. Juntar a cebola, o alho francês, os dentes de alho e deixar amolecer. Quando estiver a ficar bem douradinho, juntar o bacalhau desfiado e bem escorrido. Envolver e deixar cozinhar por cinco minutos. Juntar aos legumes reservados.

Para fazer o molho bechamel na Bimby:
Colocar todos os ingredientes do molho, com exceção das natas. Programar 3 min., temp. 90, vel. 3. Quando o tempo terminar, marcar mais 5 min., à mesma temp. e vel., incorporando as natas pelo buraco da tampa.

Adicionar também a batata palha e o molho bechamel, envolvendo tudo de forma uniforme no tabuleiro. Cobrir com pão ralado e mozarela a gosto. Levar ao forno a gratinar. Quando estiver douradinho, está pronto.

Bom apetite!

Bacalhau no forno com legumes

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Mousse de limão

Mousse de limão

Hoje deixo-vos mais uma sugestão muito, mesmo muito simples, mas que lá em casa adoramos. Principalmente agora, pela altura dos morangos, a conjugação dos dois sabores fica fantástica. É daquelas receitas básicas, que todos temos, mas nunca é demais lembrar.
Experimentem!

2 limões médios - sumo e raspa (se conseguirem fina)
1 lata de leite condensado
4 iogurtes naturais

Raspa de limão congelado (tenho sempre limão congelado no frigorífico. Parece que o sabor fica mais intenso e está sempre pronto a usar. Além disso, a casca rende muito mais. E pode-se raspar também a polpa.)

Morangos a gosto

Mousse de limão

Basicamente: Misturar todos os ingredientes numa taça e misturar muito bem. Levar ao frigorífico de um dia para o outro. Na hora de servir, juntar morangos e raspa de limão congelado.

Bom apetite!

Mousse de limão
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...