segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Jardineira de pota



Hoje chego mais tarde porque estou de folga. Por aqui não se brinca ao Carnaval, mas estes dias de pausa sabem mesmo muito bem. O fim-de-semana não foi fantástico porque o pai cá de casa apanhou uma gripalhada daquelas, mas apesar disso hoje já teve que ir trabalhar. A mais nova está a passar o dia com uma amiga e não falava de outra coisa desde 6.ª feira. Sobrei eu e a mais velha, que estamos a passar o dia em modo filho único. Já fomos às lojinhas da moda, almoçamos fora e agora cada uma está no vício (eu no computador, ela no tablet) enquanto é hora do café. Já vamos aproveitar mais sol… Por isso aproveito estes 15 minutos para vos trazer também uma refeição rápida e simples que serviu um dos nossos jantares na semana passada. Uma jardineira de pota. Já vos disse que preferimos o polvo à pota, mas tendo em conta o preço das duas espécies acabamos por consumir mais pota do que polvo. Acho que também já nos acostumamos ao sabor e agora é mesmo uma pronta recorrente para esta cozinha. Desta vez saiu uma jardineira.

1kg de argolas de pota
1 cebola média
4 dentes de alho
1 tomate maduro
4 batatas médias
2 cenouras grandes
1 chávena de chá com ervilhas

Começar por fazer um refogado com a cebola, os dentes de alho picados e um fio de azeite. Quando a cebola estiver macia juntar as argolas de pota e o tomate partido em pedaços pequenos. Temperar com uma pitada de sal e deixar cozinhar uns minutos. Quando toda a pota tiver ganho cor, juntar as batatas em cubos, as cenouras em rodelas finas e as ervilhas. Ajustar o tempero com sal ou outras especiarias a gosto e deixar cozinhar em lume médio até os legumes estarem cozidos. Servir assim que retirarem do lume.

Bom apetite!

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Bolo de caramelo e amêndoa



Véspera de fim-de-semana e deixo-vos a receita de um bolo. Sabe bem acender o forno. As casas estão frias e o calor é bem-vindo. Se fizerem um assado, aproveitem o forno quente e enquanto almoçam põe um bolo a cozer para o lanche. Lá em casa acontece isto com alguma frequência. Desta vez trago-vos um bolo de caramelo, adaptado de uma receita de uma Teleculinária Robot de Cozinha. Tirei um bocadinho de farinha porque acrescentei amêndoa e roubei também um bocadinho no açúcar e no caramelo porque tive medo que ficasse muito intenso. E ficou tudo no ponto! Um dos melhores bolos dos últimos tempos!



6 ovos
100g de margarina vegetal amolecida
200g de açúcar
80g de caramelo líquido
100g (ml) de leite
80g de amêndoa laminada (reservar uma colher de sopa para salpicar sobre o bolo)
230g de farinha
1 colher de sobremesa de fermento em pó

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Untar uma forma de buraco com margarina e polvilhar de açúcar branco. Reservar.

Começar por separar as gemas das claras. Bater as claras até ficarem em castelo firme. (Com acessório misturador no copo do robot 6 min., vel. 4). Reservar numa tigela.

Bater as gemas com a margarina, o caramelo líquido, o leite e o açúcar (no copo, retirar o acessório misturador e ligar 30 seg., vel. 6). Juntar o fermento, a farinha e as amêndoas e bater até estar tudo bem integrado (mais 30 seg., vel. 6). Juntar esta massa às claras reservadas e envolver delicadamente, sem bater, mexendo com uma colher de baixo para cima. Colocar a massa na forma e salpicar com amêndoa laminada. Levar ao forno cerca de 35-40 minutos.

Verificar a cozedura, retirar do forno, aguardar 5 a 10 minutos e desenformar.

Bom apetite!



quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Coelho frito na Actifry


Sempre gostei de coelho. É uma carne magra e muito saborosa. Desde miúda que me lembro de comer coelho. Eu e a minha irmã passávamos o mês de Setembro com os meus avós maternos, uma prima e mais alguma família que ia aparecendo durante o mês. Era sempre um mês de brincadeira na rua, na horta, a mexer na terra, a ir à feira e a brincar às mercearias. Corríamos rua abaixo e rua acima, íamos buscar água à fonte e comer gelados no único café da aldeia. Passávamos a tarde no pinhal enquanto o meu avô cortava fenos para servirem de cama e fazia apitos com canas que cortava. Muitas vezes molhávamos os pés no rio da Tabuaça. Era bom! Era mesmo muito bom! E por essa altura o coelho para mim só se comia de uma maneira, cozido num tacho com arroz… e aquilo sabia-me a pedacinho de céu! Hoje em dia já como coelho de muitas outras formas, apesar de o confecionar muito raramente porque o homem lá de casa não aprecia. Aproveitei um dia em que o pai foi navegar para o Tejo e fiz coelho para o almoço das três. Deu para matar saudades e as miúdas adoraram também. Para quem não é apreciador de coelho pode usar esta receita com frango. O processo é exatamente o mesmo. A carne foi confecionada na Actifry Express juntamente com tâmaras e vagens de feijão verde… e ficou maravilhosa! Deixo-vos a sugestão:



1 coelho limpo e partido em pedaços
Sumo de 1 laranja
6 dentes de alho
1 colher de sobremesa de caril em pó
1 colher de café de cominhos em pó
Sal q.b.
1 mão cheia de vagens de feijão-verde
1/ chávena de chá de tâmaras sem caroço partidas em pedaços

Numa taça grande colocar o coelho e temperar com uma pitada de sal, o sumo da laranja, o caril e os cominhos. Deixar marinar 30 minutos.

Colocar o coelho juntamente com a marinada na cuba da Actifry. Regar com meia colher medida Actifry de azeite e programar 10 minutos. Terminado esse tempo adicionar as tâmaras e o feijão-verde. Programar mais 15 minutos. Terminado esse tempo está douradinho e pronto a servir!

Bom apetite!



segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Bolo de laranja e tangerina

Bolo de laranja e tangerina

Como era de prever o fim-de-semana não rendeu quase nada. Confesso que nem me apercebi se o tempo esteve fantástico ou apenas assim-assim. Foi tudo ao mesmo tempo e é mesmo assim. Há fases em que o mundo parece um bocadinho do avesso. E lá temos nós que ir buscar a linha e alinhavar tudo de novo, para pôr tudo novamente em ordem. E enquanto a ordem não chega lá se vai ajudando a estudar sobre Atenas e Esparta, placas tectónicas, regicídio e estado novo, advérbios qualitativos, raízes cúbicas e funções e mais e mais e mais… já sabiam bem uns bons dias de férias! Mas bom, as coisas são o que são e temos que ir vivendo com isso. Para adoçar a tarde um bolinho com sabor a frutas da época. Laranja e tangerina. Aqui fica:

4 ovos
150g de açúcar
Sumo e raspa de 1 laranja
Sumo de duas tangerinas
1 iogurte natural
1 colher de café de canela em pó
280g de farinha
1 colher de sobremesa de fermento em pó

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Untar uma forma de buraco com margarina e polvilhar de farinha. Reservar.

Começar por bater muito bem o açúcar com os ovos até estar um creme macio e esbranquiçado. Juntar o sumo e a raspa da laranja e o sumo das tangerinas e bater novamente. Adicionar o iogurte e envolver. Por fim juntar a farinha, o fermento e a canela e bater até estarem integrados.

Colocar a massa na forma reservada e levar ao forno cerca de 35 minutos. Verificar a cozedura, retirar do forno e desenformar.

Bom apetite!

Bolo de laranja e tangerina

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Bolo simples com coco e doce de abóbora

Bolo simples com coco e doce de abóbora

Este foi o bolo do fim-de-semana passado. Um bolo simples, mas saboroso para comer ao lanche ou ao pequeno-almoço. Este fim-de-semana vamos ficar por casa apesar do sol que quer espreitar. As miúdas estão literalmente carregadas de testes e vão ter que estudar. Lá sairá mais um bolinho e vamos ver mais o quê… vai depender da paciência e da disposição entre umas perguntas de História, outras de Estudo do Meio, umas dúvidas numa equação ou numa função… vai ter que ser. É a primeira volta do segundo período que me parece que vai quase colar com a segunda volta. Mas bom, ainda há 5 dias para relaxar pelo meio… menos mal! E entre tanta coisa lá vai o ano voando novamente e elas crescendo aceleradamente… ai!

Bolo simples com coco e doce de abóbora


5 ovos
180g de açúcar
1 iogurte natural
1 copo (do iogurte) de óleo vegetal
3 colheres de sopa de doce de abóbora
80g de coco ralado
250g de farinha
2 colheres de chá de fermento em pó

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Untar uma forma de bolo inglês (podem usar de buraco) com margarina e polvilhar de farinha. Reservar.

Bater muito bem os ovos juntamente com o açúcar até ficar com um creme esbranquiçado. Acrescentar o iogurte, o óleo, o doce de abóbora e o coco ralado e bater novamente. Por fim adicionar a farinha e o fermento e bater apenas até estar integrado. Colocar a massa na forma e levar ao forno cerca de 45-50 minutos (se usarem forma redonda deve cozer mais depressa). Verificar a cozedura, retirar do forno e desenformar.

Bom apetite!

Bolo simples com coco e doce de abóbora


Bolo simples com coco e doce de abóbora
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...