quarta-feira, 29 de junho de 2016

Bolinhas de chouriço e mozarela



Agora que estamos em dias de bom tempo e as refeições fora de casa são mais frequentes, precisamos de coisas simples e práticas de transportar para refeições mais leves e ligeiras, para lanches ou piqueniques. Hoje deixo-vos com umas mini bolinhas que parecem pãezinhos com chouriço mas mais consistentes. Na realidade lá em casa serviram para uma refeição muito rápida e ligeira. Depois de um compromisso de fim de tarde, só tínhamos tempo de passar por casa, fazer os coques, equipar e enfiar qualquer coisa na boca para arrancar para mais um sarau das miúdas. E assim foi. Enquanto os comia pensei que de facto são muito práticos para levar para qualquer lado. Podem mudar o recheio para carne cozinhada, linguiça, pimentos… enfim, o que vos apetecer. Experimentem e depois contem!



Rende 26

250ml de leite
50g de margarina amolecida
1 saqueta de fermento para pão
1 colher de chá de sal
1 colher de sobremesa de orégãos secos
1 colher de chá de alho em pó
500g de farinha

Rodelas de chouriço q.b.
Queijo mozarela ralado q.b.

Com a ajuda de um robot de cozinha ou batedeira misturar e bater o leite com a margarina. Juntar de seguida o fermento, o sal, os orégãos, o alho em pó e a farinha e bater muito bem até estar uma massa consistente. Deixar a massa repousar enquanto se preparam as restantes coisas.

Retirar a pele ao chouriço e cortar em rodelas. Separar o queijo mozarela. Preparar um tabuleiro de foro com tapete antiaderente e aquecer o forno a 180.ºC.

Retirar pequenas porções de massa (do tamanho de ameixas) e com as mãos esticar um pouco a massa até parecer uma mini-pizza. Colocar uma ou duas rodelas no centro, cobrir com queijo mozarela ralado e fechar a massa por completo para o queijo não “fugir” no forno. Colocar as bolinhas no tabuleiro e levar ao forno quente cerca de 25 minutos ou até estarem douradinhas. No meu caso sobrou-me um pouco de chouriço e distribuí sobre as bolinhas, mas não é necessário. Comer quentes ou frias.

Bom apetite!




segunda-feira, 27 de junho de 2016

Caril de frango com maçã e curgete



A semana passada recebi umas natas novas da Parmalat com sabor a caril no mesmo dia em que tinha dois frangos para fazer para o jantar que já estavam destinados serem com caril. Os meus cunhados iam jantar em nossa casa e eles apreciam bastante este sabor. Por isso, pareceu-me ser logo a altura ideal para experimentar. Apesar de raramente usar natas no caril, quando abri o pacote percebi que elas tinham uma cor e aroma muito bons, mas principalmente uma ótima consistência para engrossar o molho, um fator que pode ser muito importante quando temos pouco tempo para cozinhar e queremos que o processo se desenrole mais depressa. Aqui deixo a sugestão da receita que fiz neste dia, que serviu oito pessoas.



2 frangos partidos em pedaços pequenos e limpos de pele
2 maçãs reineta médias
1 curgete média
1 cebola grande
4 dentes de alho
2 colheres de sopa de caril em pó picante
1 colher de sopa de polpa de tomate
200ml de leite de coco
200ml de natas com caril Parmalat
Sal grosso
½ molho de coentros

Regar o fundo de um tacho largo com um fio de azeite. Quando estiver quente juntar a cebola e os alhos picados e deixar alourar um pouco. Adicionar a curgete e a maçã cortadas em rodelas e cubos pequenos, o caril em pó e a polpa de tomate. Envolver muito bem e deixar cozinhar uns 4 a 5 minutos, mexendo com regularidade. Juntar os pedaços de frango, regar com o leite de coco e temperar com um pouco de sal grosso e coentros picados. Tapar o tacho e deixar cozinhar por 30 minutos. Terminado esse tempo adicionar as natas, envolver bem e deixar levantar fervura por 2 ou 3 minutos. Retirar do lume e servir polvilhado de coentros e acompanhado de arroz branco soltinho.

Bom apetite!

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Bolo de limão e nozes



Tenho andado com pouco tempo e talvez também com pouca vontade. Não de cozinhar, porque isso continua a fluir naturalmente, mas de escrever, de descarregar, escolher e tratar de fotos, montar as publicações... Estou cansada e a precisar de férias, de recarregar baterias. Eu e toda a gente, eu sei! O bom tempo teima em não se instalar de vez e tem vindo aos soluços, o que não ajuda muito! O facto das miúdas estarem de férias tem ajudado um bocadinho, mas não resolve tudo. Até as miúdas parecem ainda não ter entrado por completo no espírito das férias. O ano também foi tão cansativo que agora tanto tempo livre não é fácil de gerir. O mapa das tarefas domésticas que elas têm que realizar diariamente está afixado na cozinha, e elas têm cumprindo. São coisas básicas, mas que me dão mais tempo a mim, e sempre as responsabiliza um bocadinho. Desde lavar a loiça do pequeno-almoço, a limpar o pó, fazer as camas, manter os quartos arrumados, ver o correio, regar as plantas… enfim, coisas do dia-a-dia que divididas entre todos custam muito menos. E o fim de dia chega com vontade de aproveitar o sol que se estende até tarde e preguiçar um bocadinho por aqui e ali… sabe bem sair das rotinas! No meio de tudo continuam as coisas básicas e simples que nos acompanham todo o ano. Os bolos de fim-de-semana continuam sempre a sair do forno lá de casa. Desta vez saiu com aroma a limão, salpicado de nozes e canela. Fica a sugestão:



100g de manteiga amolecida
180g de açúcar
4 ovos
Raspa e sumo de 1 limão
1 iogurte natural ou com aroma de limão
1 copo (do iogurte) de nozes picadas
220g de farinha
1 colher de chá de fermento em pó
1 colher de café de canela

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Untar uma forma de buraco com margarina e polvilhar de farinha. Reservar.

Começar por bater a manteiga com o açúcar até obter um creme. Adicionar os ovos, o iogurte, o sumo e a raspa do limão e bater novamente. Por fim juntar a farinha, o fermento, as nozes e a canela e envolver até todos os ingredientes estarem integrados. Colocar a massa na forma e levar ao forno cerca de 35 minutos. Verificar a cozedura, retirar do forno e desenformar. Se quiserem podem polvilhar com açúcar em pó.

Bom apetite!

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Batatas com feijão-verde na Actifry Express



Hoje trago-vos a receita deste mês com o patrocínio da Actifry Express. Desta ve, trago novamente um acompanhamento. Já foi o fim-de-semana passado que almoçamos uma entremeada grelhada com batatas, feijão-verde e chouriço na Actifry. É daqueles almoços que ficam deliciosos a trabalho quase zero. Enquanto a entremeada está no grelhador a Actifry vai tratando do resto. Muito bom! E hoje que começa o Verão, queremos coisas simples e rápidas de fazer, não é verdade? Pois aqui fica a sugestão:



1kg de entremeada temperada com sal e limão para grelhar

5 batatas médias
1 cebola média
200g de feijão-verde
1/2 chouriço de carne
Azeite, sal, pimentão-doce e alho em pó q.b.

Descascar e cortar as batatas em cubos. Colocar as batatas na cuba da Actifry Express juntamente com a cebola cortada em fatias finas. Regar com uma colher medida (Actifry Express) de azeite e salpicar com um pouco de sal. Programar 15 minutos. Passado esse tempo adicionar o feijão-verde limpo de fios e cortado em vagens finas, juntamente com o chouriço cortado em rodelas. Adicionar meia colher medida da Actifry Express com azeite e temperar com um pouco de alho em pó e pimentão-doce. Programar mais 15 minutos. Fica pronto a servir!

Bom apetite!




quinta-feira, 16 de junho de 2016

Bolo com queijo creme de laranja



Hoje deixo-vos um bolinho ligeiramente mais trabalhoso do que o normal. Não que seja difícil de fazer (longe disso!) mas demora mais um pouquinho pois tem vários passos um deles deve ser feito de véspera, para passar a noite no frio e ganhar consistência. Seja como for, não se acanhem e experimentem!

Para o creme:

1 pacote de queijo-creme
280g de açúcar
50g de manteiga à temperatura ambiente
Casca de 1 laranja

Começar por fazer o creme colocando a casaca de laranja num robot de cozinha juntamente com o açúcar. Pulverizar até ficar em pó. (Se não tiverem um robot de cozinha mais potente usem açúcar em pó com a raspa da casca de uma laranja). Adicionar a manteiga e o queijo creme e bater muito bem até ficar um creme macio. Guardar no frigorífico em recipiente hermético de preferência de um dia para o outro ou pelo menos 3 horas.

Para a calda

Sumo de 1 laranja (usem a que sobrou do creme)
2 colheres de sopa de açúcar

Levar o sumo de laranja ao lume com o açúcar num tachinho pequeno e mexer bem até o açúcar estar completamente dissolvido e o líquido levantar fervura (é muito rápido).

Para o bolo:

2 chávenas de chá de açúcar
2 chávenas de chá de farinha
1 chávena de chá de leite
Sumo e raspa de 1 laranja
3 ovos
1 colher de chá de fermento em pó

Pré-aquecer o forno a 180.º.C. Forrar um tabuleiro retangular grande ou dois mais pequenos com papel vegetal e untar com margarina. Eu optei por usar dois tabuleiros retangulares pequenos porque me poupou o trabalho de cortar o bolo exatamente ao meio. Assim foi só desenformar e montar o bolo. Mas se não tiverem essa possibilidade, depois do bolo estar frio devem cortá-lo ao meio em duas partes iguais.

Começar por separar as gemas das claras. Bater as claras em castelo firme e reservar.
Noutra taça juntar o açúcar com as gemas e bater muito bem. Adicionar o sumo e a raspa de laranja e voltar a bater. Aos poucos ir alternado a farinha com o fermento e o leite. Bater bem, até estar tudo ligado. Por fim adicionar as claras em castelo e envolver delicadamente, de baixo para cima, sem bater.

Colocar a massa no tabuleiro e levar ao forno cerca de 30 minutos. Verificar a cozedura, retirar do forno, pincelar toda a superfície com a calda e deixar arrefecer por completo.

Colocar num prato de servir uma das metades do bolo e cobrir com metade do creme. Colocar a outra metade do bolo por cima e voltar a cobrir com creme. Por opção polvilhei com amêndoas laminadas que torrei sem mais nada numa frigideira.

Bom apetite!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...