sexta-feira, 3 de julho de 2015

Coxas de frango com mostarda e Porto

Coxas de frango com mostarda e Porto

Trago hoje uma sugestão um bocadinho mais demorada, ideal para os fins-de-semana. Não que seja trabalhosa, mas demora mais tempo do que aquelas refeições que se poem na mesa durante a semana em 20 ou 30 minutos. Tinha descongelado estas coxas de frango para fazer no forno, mas o sábado passado estava tão, mas tão quente que não tive coragem de acender o forno. Foram então parar ao tacho. É um daqueles tachos de fundo grosso e pesado que me serve muitas vezes de frigideira. Foram temperadas de véspera, mas podem ser temperadas pela manhã e confecionadas mais em cima da hora do almoço ou do jantar. Na próxima semana trago ainda a forma como aproveitei os restos desta carne noutra refeição mais ligeira durante a semana.

6 coxas de frango
10 dentes de alho em rodelas grossas
Sumo de 1 limão pequeno
1 folha de louro
3 colheres de sopa de mostarda doce (pode ser da normal)
½ copo de vinho do porto
Um fio de azeite
1 colher de café de pimentão doce em pó
1 pitada de orégãos secos e de cominhos
1 colher de café de sal grosso

Azeite para fritar

Colocar as coxas de frango num recipiente largo. Noutra taça juntar todos os restantes ingredientes e misturar. Esfregar cada coxa de frango com esta mistura. Tapar bem e reservar no frio até a altura de cozinhar.

Levar ao lume uma frigideira de fundo grosso com o fundo coberto de azeite para fritar (se usarem azeite normal, juntem um fio de óleo para não salpicar muito). Quando estiver quente, colocar as coxas de frango (fiz três de cada vez) a fritar. Deixar cerca de 7 a 10 minutos de cada lado para corarem muito bem. Quando todas as pernas estiverem bem coradas, juntá-las todas na frigideira ou tacho e deixar cozinhar por mais 15 ou 20 minutos. Retirar e reservar numa travessa. Dispensar a gordura libertada pela carne e sem lavar o tacho juntar o restante molho do tempero. Se estiver muito grosso, juntar um pouco de vinho branco. Depois de ter fervido, regar as coxas e servir. Acompanhamos com salada e arroz branco.

Bom apetite!

Coxas de frango com mostarda e Porto

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Crumble de maçã com curd de limão

Crumble de maçã com curd de limão

Estava à espera de um dia mais fresco para partilhar convosco esta receita mais outonal. Eu sei que agora pouco apetecem sobremesas de forno, mas esta ficou tão boa que tinha que partilhar. É um simples crumble de maçã onde acrescentei o curd de limão que já tinha usado noutra receita. A combinação fica muito boa! Experimentem ou guardem a receita para dias mais frescos. O ideal é acompanhar com uma valente bola de gelado de baunilha!

7 maçãs médias

Para o curd de limão

60g ou 60 ml de sumo de limão
60g de manteiga ou margarina vegetal
110g de açúcar
1 ovo

Para o crumble de maçã

150g de farinha
75g de flocos de aveia
100g de margarina vegetal amolecida
100 g de açúcar amarelo

Crumble de maçã com curd de limão

Começar por fazer o curd de limão

Na Bimby:

Colocar todos os ingredientes no copo da Bimby e programar temp. 100, 5 min., vel. 4. Retirar do copo para um recipiente frio e reservar.

De forma tradicional:

Colocar o ovo num tachinho e bater com uma vara de arames. Juntar os restantes ingredientes e bater novamente. Levar a lume brando e mexer sempre até começar a engrossar. Retirar do lume e mudar para um recipiente frio. Reservar.

Descascar as maçãs e partir em cubos até cobrirem por completo o fundo do recipiente de ir ao forno que selecionamos para esta sobremesa.

Noutra taça misturar os ingredientes do crumble com a ajuda de uma colher.

Cobrir a maçã com o curd de limão e envolver bem para todos os pedaços ficarem em contacto com o creme. Por cima distribuir colheradas do crumble de forma a cobrir as maçãs.

Levar ao forno cerca de 30 min. a 180.ºC. Quando estiver douradinho está pronto.

Deixar arrefecer e servir com gelado de baunilha.

Bom apetite!

Crumble de maçã com curd de limão

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Beijinhos de preta reinventados

Beijinhos de preta reinventados

Já por aqui tenho publicadas vários tipos de bolinhas de chocolate ou de outros ingredientes. São sempre um miminho especial em qualquer mesa, principalmente se há crianças por perto. Desta vez peguei na receita dos beijinhos de preta e alterei-a. É no meio destas experiências que muitas vezes nascem receitas novas que acabam por surpreender mais que as originais. Reduzi no açúcar, acrescentei pepitas de chocolate preto e flocos de aveia. O resultado foi mesmo muito bom e os miúdos adoraram. Aqui vos deixo a sugestão:

Beijinhos de preta reinventados

Rende 32 bolinhas - mas depende sempre do tamanhão em que as moldarmos!

1 pacote bolacha maria
80g de margarina à temperatura ambiente (ou amolecida no micro-ondas)
7 colheres de sopa de cacau em pó
7 colheres de sopa de açúcar
9 colheres de sopa de leite
3 colheres de sopa de peitas de chocolate preto
3 colheres de sopa rasas de flocos de aveia finos

Começar por triturar as bolachas com a ajuda de um robot de cozinha, deixando-as em migalhas grossas. Numa taça juntar todos os ingredientes e envolver com a ajuda de uma colher até estar tudo bem ligado. Moldar a massa em pequenas bolas e colocar em forminhas de papel. Levar ao frigorífico até à hora de servir.

Bom apetite!

Beijinhos de preta reinventados

Beijinhos de preta reinventados

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Bacalhau com batata palha… e não foi à Brás desta vez!

Bacalhau com batata palha no forno

Comecei a semana com uma receita de bacalhau e termino novamente com uma receita de bacalhau. Porque hoje é sexta-feira, esta é mais rápida e ainda mais simples que a primeira. Ter migas de bacalhau no congelador é sempre uma excelente solução para quando estamos com pouco tempo ou poucas ideias. Desta vez saiu assim e não à Brás para não abusar dos ovos que já tinham sido consumidos durante a semana. Aqui fica a sugestão:

500g de migas de bacalhau descongeladas
250g de batata palha
1 cebola média
5 dentes de alho
½ pimento vermelho
½ chávena de raminhos de brócolos
1 pacote de natas ligeiras
2 colheres de sopa de maionese ligeira

Bacalhau com batata palha no forno

Levar um tacho ao lume com um fio de azeite. Depois de quente, juntar a cebola e os alhos picados e deixar alourar um pouco. Juntar de seguida o pimento em tiras finas e os raminhos de brócolos. Deixar cozinhar uns minutos. Juntar o bacalhau bem escorrido e envolver deixando cozinhar por mais 5 minutos. Por fim juntar a batata palha e envolver. Colocar num tabuleiro de ir ao forno.

Numa taça misturar as natas com a maionese e colocar sobre o bacalhau no tabuleiro. Envolver e levar ao forno apenas para alourar.

Bom apetite!

Bacalhau com batata palha no forno

quarta-feira, 24 de junho de 2015

A sobremesa mais rápida de sempre

A sobremesa mais rápida de sempre

Estar a trabalhar e receber um telefonema onde se combina um jantar em casa sem nada planeado põe logo a cabeça a correr em busca de soluções. Depois de solucionado o problema das entradas e prato principal surge a questão da sobremesa. Havia melão lá em casa. Cortado em cubos é sempre uma boa solução para o dia quente que se fazia sentir. Sem vontade (nem tempo!) de acender o forno, resolvi fazer a sobremesa mais rápida de sempre lá em casa. Um creme de iogurte grego e leite condensado cozido com argolas de chocolate branco… delícia! Basta ter tudo em casa e faz-se em 5 minutos. Aqui vos deixo a sugestão:

4 iogurtes gregos (tinham 150g cada - 600g)
1 lata de leite condensado cozido
1 pacote de argolas de chocolate branco (tipo filipinos)

Colocar numa taça os iogurtes e o leite condensado cozido. Bater muito bem com a ajuda de uma vara de arames. Com a ajuda de um robot de cozinha reduzir as argolas de chocolate a migalhas grossas e colocar por cima do creme. Manter no frio até servir. Já está!

Bom apetite!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...