quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Bolo de canela



Este foi o bolo de sábado passado. Regra geral todos os sábados depois do almoço ponho um bolo no forno. Sei que não sou a única. A minha amiga Fátima tem o mesmo hábito de tal forma que o seu blog leva mesmo o nome de “O bolinho de sábado”. E acredito que em muitas mais casas este hábito também seja real. Há dias em que me apetece fazer coisas mais elaboradas, mas na maior parte das vezes parto para bolos simples, de tudo lá dentro, duas voltas e já está! A maior parte as vezes faço os bolos a olho e vejo pela consistência da massa se vai sair bem ou não. Aquelas teorias de que os ingredientes para bolos têm que estar a determinadas temperaturas e os ingredientes têm que ser religiosamente pesados, na minha cozinha não é muito verdade. E o que é certo, é que mesmo indo ao sabor da vontade do momento, os bolos vão saindo muito bem, como aliás vocês próprios, meus fiéis seguidores de bolos caseiros, me comprovam! Aqui fica mais um, feito na vontade do dia. Canela e erva-doce… e só vos digo, ficou mesmo no ponto!!! Experimentem!



1 Chávena de chá de açúcar
½ chávena de chá de óleo vegetal
2 ovos
1 iogurte natural
2 chávenas de chá de farinha
2 colheres de chá de fermento em pó
1 colher de sobremesa de canela
1 colher de chá de erva-doce
Açúcar e canela para polvilhar

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Untar um tabuleiro pequeno com margarina e polvilhar de farinha. Reservar.

Bater o açúcar com óleo, o iogurte  e os ovos. Juntar todos os restantes ingredientes e envolver na velocidade baixa da batedeira ou robot ou apenas com uma vara de arames. Colocar a massa na forma, polvilhar com açúcar e canela e levar ao forno cerce de 35 minutos.

Depois de cozido cortar em quadrados e servir.

Bom apetite!

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Coxas de frango com molho barbecue e couve salteada



Há coisas que gosto de ter por casa. Uma delas é molho barbecue. Principalmente quando toca a carnes grelhadas ou no forno, dá sempre um sabor especial e uma cor linda, daquelas que dá logo vontade de espetar o garfo. Há várias receitas de molho barbecue em alguns blogs e já tenho experimentado algumas. E assim que acaba um frasco, avanço logo para fazer outro e ter de reserva no frigorífico. O molho barbecue é muito simples de fazer e é francamente melhor que os molhos de compra. Desta vez o almoço foram umas coxas de frango acompanhadas com couve salteada com bacon e batata-doce assada.



4 coxas de frango
6 colheres de sopa de molho barbecue
1 colher de sopa de mel
2 colheres de sopa de sumo de limão
3 colheres de sopa de azeite
1 cebola pequena
Sal

½ couve lombarda
10 fatias de bacon
8 dentes de alho
Azeite, sal e pimenta preta

Misturar numa taça pequena o molho barbecue, o mel, o sumo de limão, o azeite e um pouco de sal grosso. Envolver as coxas de frango nesta mistura e deixar repousar 1 a 2 horas.

Colocar as coxas de frango num tabuleiro de ir ao forno e juntar uma cebola picada. Levar ao forno cerca de 45-50 minutos ou até estarem bem douradinhas. Costumo virar as coxas duas vezes enquanto assam.

Enquanto a carne está no forno, cortar a couve em juliana fina. Levar uma frigideira larga ao lume com as fatias de bacon cortadas em tirinhas e os dentes de alho picados. Quando começarem a alourar regar generosamente com azeite, juntar a couve e temperar com uma pitada de sal grosso e pimenta preta moída na hora. Envolver e deixar cozinhar até a couve estar no ponto que gostarem.

Enquanto a carne assava coloquei também outro tabuleiro com rodelas de batata-doce no forno para acompanhar.

Bom apetite!



sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Bolo rápido de maçã



No fim-de-semana passado precisei de fazer uma sobremesa para um almoço de família no domingo. Tinha pensado fazer uns brigadeiros de laranja, mas a receita não saiu especialmente bem (para a semana trago esse resultado…) e tive que improvisar uma coisa rápida para o pouco tempo que tinha disponível. Olhei para a fruteira e lá tinha umas quantas maçãs, algumas a ficarem murchas e outras um bocadinho tocadas. Lá decidi fazer um bolo rápido de maçã. Tinha que ser um bolo que cozesse depressa e que não me desse muito trabalho. E saiu este. Tenho pena de não ter nenhuma foto de uma fatia, mas ficou um bolo muito macio e húmido, sem ficar molhado. Muito, muito bom! Experimentem que vão gostar!



3 maçãs
150g de açúcar
3 ovos
80g de margarina vegetal amolecida
2 colheres de sopa de mel
200g de farinha
1 colher de chá de fermento em pó
1 colher de sopa de amêndoas laminadas
Canela e açúcar q.b.

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Untar uma forma de pyrex (tarteira) com margarina e polvilhar com açúcar. Reservar.

Descascar e descaroçar as maçãs. Partir em cubos, regar com umas gotas de limão e reservar.

Bater os ovos com o açúcar. Juntar a margarina amolecida e o mel e bater novamente. Juntar a farinha e o fermento e envolver. Colocar a massa na forma reservada. Espalhar por cima da massa os cubos de maçã e as amêndoas laminadas. Levar ao forno cerca de 30 minutos ou até estar cozido. Retirar do forno e polvilhar com um pouco de açúcar e canela em pó.

Bom apetite!

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Bolo com marmelada







Hoje está frio. É a única parte que gosto desta altura do ano é sentir o frio na cara de manhã. Puxar o cachecol para perto da garganta e levantar a gola do casaco. O frio ao fim do dia já é outra conversa. Fico inerte, quase apática, sem capacidade de fazer o que quer que seja… Mas hoje está um dia frio e com um sol bonito. Não fossem os benditos dos patos a picarem-me as pernas (sim, almoço num sítio cheio de patos) e teria tido um almoço muito agradável com o solinho a aquecer-me as costas… Mas agora o bolo que vos trago. Serviu para acabar uma taça de marmelada e ter a desculpa de a fazer novamente. Simples, delicioso, um dos bolos que desapareceu mais depressa nos últimos tempos lá por casa… Experimentem!






120g de açúcar
120g de margarina vegetal amolecida
3 ovos
3 colheres de sopa de marmelada
Sumo de 1 laranja
170g de farinha
1 colher de chá de fermento em pó

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Untar uma forma de buraco com margarina e polvilhar de farinha. Reservar.

Colocar todos os ingredientes, com excepção da farinha e do fermento numa taça e bater muito bem. Acrescentar a farinha e o fermento e envolver até integrarem por completo. Colocar a massa na forma e levar ao forno cerca de 30 minutos. Verificar a cozedura, retirar do forno e já está!

Bom apetite!


segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Almôndegas em molho de tomate



Como já vos tinha dito, este ano os horários lá em casa estão todos do avesso, e a nossa mesa mais parece uma cantina do que propriamente uma mesa de família. Um conjunto de circunstâncias fez com que este ano tivesse que funcionar assim. Custou no início, mas agora já me adaptei, ao entra e sai, ao come agora e ao come mais tarde, ao faz jantar para o primeiro comer antes das 19 e o último depois das 21… dita isto que passe o meu fim de dia quase todo na cozinha. Entre preparar refeições, pôr e levantar a mesa, lavar a loiça, dar dois dedos de conversa com quem está a comer naquela hora, sobra-me muito pouco tempo para o que quer que seja. Quer isto dizer que preciso ser mais organizada e esquematizada que nunca. Porque a acrescentar a isto há que deixar almoços para alguns dias que as miúdas almoçam em casa e almoços todos os dias para eu e o João levarmos para o trabalho. Este ano é dose! Noutra altura será diferente. Apesar de tudo, continuo sem conseguir ser adepta das ementas semanais. Não me oriento. Sou muito de aproveitamentos e de improvisos. Por isso não vale a pena ter trabalho a fazer uma coisa que não vou conseguir cumprir. Admiro quem consiga essa disciplina, mas eu não consigo! Uma das minhas ferramentas é planear uma ou duas refeições para o fim-de-semana, que apesar de rápidas, se façam em quantidade suficiente para remediar almoços ou pelo menos mais um jantar de dia de escola e trabalho. Um desses pratos foram estas almondegas. Muito simples de preparar e rende bastante. Mais ainda com a ajuda da minha filha mais nova, que deitou mãos à massa e misturou tudo e fez as bolinhas. Por isso, sobrou mesmo muito pouco para eu fazer. Deixo-vos a sugestão:



Rende 50 almondegas

1,1 kg de carne picada (500g vaca + 500g porco + chouriço)
2 ovos
2 colheres de sopa de farinha
6 pés de coentros
Pimenta a gosto
1 colher de chá de alho em pó
Sal q.b.
Pimentão doce a gosto

1 cebola
5 dentes de alho
2 latas de tomate triturado ou em cubos

Queijo Emmental a gosto

Numa taça grande misturar a carne picada, os ovos, a farinha, os coentros picados e os temperos. Misturar tudo com as mãos até os ingredientes estarem todos integrados. Fazer pequenas bolas de carne com as mãos e reservar.

Levar um tacho ao lume com a cebola e os dentes de alho picados, regados com um fio de azeite. Quando a cebola começar a alourar colocar as almondegas, com cuidado para não se desfazerem. Deixar tomar cor e apenas depois mexer com uma colher. Juntar as duas latas de tomate, envolver e tapar o tacho, deixando cozinhar cerca de 25 minutos, mexendo ocasionalmente e juntando um pouco de água apenas se acharem necessário. Antes de servir polvilhar com queijo emmental ralado.

Bom apetite!

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Maçã frita com cobertura de aveia na Actifry Express



O ano civil está quase a acabar e parece que o frio e a chuva estão finalmente a querer chegar. Não que eu os quisesse (por favor não!!!!), mas porque são necessários. Faz parte. Quem tem a sorte de ficar por casa pode ir buscar as mantas e o chá. Mas a maioria das pessoas tem mesmo que andar no entra e sai e nos afazeres e compromissos próprios do fim-de-semana. Para ajudar a combater o reboliço dos afazeres, nada melhor que uma sobremesa mais reconfortante de acordo com a época. Mais uma sugestão para a vossa Actifry Express…


Para o crumble de aveia

1 chávena de chá de aveia
1 colher de sopa de mel
1 colher de sopa de açúcar mascavado
1 colher de chá de canela
2 colheres de sopa de nozes
2 colheres de sopa de arandos hidratados
1 colher de sopa de azeite

Nota: Para hidratar os arnados ou passas basta colocar numa tigela com água cerca de uma hora antes de os utilizar, escorrendo-os bem para misturar na receita.

Colocar todos os ingredientes na cuba da Actifry Express e programar 15 minutos. Terminado esse tempo, retirar para uma taça e reservar.

Para as maçãs

6 maçãs
2 colheres de sopa de açúcar mascavado
1 colher de sopa de azeite mal cheia
1 pau de canela

Enquanto o crumble está na Actifry descascar e descaroçar as maçãs. Cortar em cubos grandes. Quando o crumble estiver pronto, e sem lavar a cuba, colocar a maçã e os restantes ingredientes e programar 18 minutos.

Terminado esse tempo colocar num prato ou numa pequena travessa. Servir a maça coberta com o crumble e acompanhada de uma bola de gelado de baunilha ou de um sabor a gosto.

Bom apetite!




quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Bolo de chocolate com café



A minha filha mais velha não é grande fã de bolos de chocolate. Acha-os enjoativos, e alguns tenho que concordar, só mesmo acompanhados de uma boa chávena de chá ou café. Por isso não abuso dos bolos de chocolate lá por casa e quando os faço tento cortar o doce para ela também comer, se lhe apetecer. Uma das formas de cortar o excesso de sabor a chocolate é juntar um pouco de café. Este foi feito assim. E teve a aprovação da minha adolescente, que disse que era um dos melhores bolos de chocolate que eu tinha feito!



2 ovos
1 e ½ chávena de açúcar
1 e ½ chávena de leite
½ chávena de óleo vegetal
1 e ½ chávena de chocolate em pó
2 colheres de chá de fermento
1 colher de chá de café solúvel
2 chávenas de farinha
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
½ tablete de chocolate de leite picada
4 bolachas Maria (opcional)

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Untar uma forma de buraco com margarina e polvilhar de farinha. Reservar.

Bater os ovos com o açúcar, o leite e o óleo vegetal. Acrescentar o chocolate em pó, o fermento, o café solúvel, a farinha e o bicarbonato de sódio. Misturar sem bater muito, apenas até a massa estar homogénea. Colocar a massa na forma e cobrir com o chocolate de leite picado e as bolachas Maria partidas em pedaços. Levar ao forno cerca de 40-45 minutos ou até estar cozido. Retirar do forno, desenformar e servir.

Bom apetite!

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Biscoitos de azeite com laranja



Apesar de não os fazer com muita regularidade, adoro fazer biscoitos. São francamente melhores que os biscoitos e as bolachas de compra que sabem quase todos ao mesmo, apesar de apresentarem formas e nomes diferentes. Estes biscoitos que vos sugiro hoje são mesmo muito simples. Daqueles que vai tudo para a taça, mexe-se, molda-se e já está. Não há desculpas. A receita basa é do Cinco quartos de laranja (e digo-vos para quem ainda não viu que a Isabel está a lançar um novo livro!!!). Acrescentei apenas a raspa de laranja e um cheirinho a água ardente.



Rende cerca de 30 biscoitos

1 dl de azeite
350g de farinha
150g de açúcar
2 ovos
Raspa de 1 laranja
1 colher de sobremesa de água ardente
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de chá de canela

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Preparar um tabuleiro com tapete antiaderente e reservar.

Colocar todos os ingredientes num robot de cozinha ou na taça de uma batedeira - ou usem uma taça e uma colher de pau - e misturar até a massa se descolar das paredes e formar uma bola. Moldar pequenas bolas e achatar ligeiramente com as mãos. Levar ao forno cerca de 20 minutos ou até estarem douradinhos. Este tipo de biscoito ainda sai meio mole do forno e só depois de frios é que ficam mais duros.

Armazenar num recipiente fechado.

Bom apetite!


sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Bolo de mel com nozes e figos secos



Agora definitivamente já apetece ligar o forno mais tempo. E apetecem sabores mais quentes e típicos da época (apesar de esta ideia ser um bocadinho discutível…) que perfumam a casa com cheiro a canela e bolo quente. Eu gosto do cheiro a bolo a sair do forno. É uma das características do fim-de-semana lá de casa. Sábado depois do almoço, normalmente há forno ligado com um bolo lá dentro. O que vos trago hoje é daqueles que enchem a casa de aroma de Outono e que ficou mesmo muito bom. Experimentem lá e depois contem!



100g de mel
300ml de leite
80g de margarina vegetal
80ml de azeite
2 ovos
180g de açúcar
2 colheres de sopa de canela
80g de figos secos
100g de nozes
300g de farinha
1 colher de sobremesa de fermento em pó

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Untar uma forma redonda com margarina e forrar com papel vegetal, untando-o também. Reservar.

Colocar numa taça o mel, o leite, a margarina e o azeite. Levar ao micro-ondas até a margarina estar derretida. Misturar bem. Juntar os ovos e o açúcar e bater uns minutos com a ajuda de uma batedeira ou robot de cozinha. Por último adicionar a canela, a farinha, o fermento, as nozes picadas e os figos secos partidos em pedaços pequenos. Envolver sem bater muito. Colocar a massa na forma reservada e levar ao forno cerca de 40 minutos ou até o bolo estar cozido. Retirar do forno e deixar arrefecer um pouco. Depois é só desenformar, rejeitar o papel vegetal e partir em fatias.

Bom apetite!



quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Queques de iogurte com uma noz de chocolate



Hoje o mundo parece que acordou novamente do avesso. Uns assustados, outros revoltados, outros surpreendidos e outros contentes. E o mundo continua a girar. E vamos esperando e aguardando até que aconteça o que terá que acontecer. E aligeirando muito o assunto, um das coisas que não podemos deixar de fazer é comer. Por isso deixo-vos mais uma receita simples de uns queques.



1 iogurte natural
3 ovos
1 copo (do de iogurte) de óleo vegetal
130g de açúcar
Raspa de 1 laranja
220g de farinha
1 colher de chá de fermento em pó
Colheres de café de creme de chocolate e avelãs q.b. (cerca de 18)

Pré-aquecer o forno a 200.ºC. Preparar forminhas de queques colocando dentro de cada uma, uma forminha de papel. Colocar as forminhas no tabuleiro do forno. Não é necessário untar nem polvilhar. Reservar.

Numa taça misturar o iogurte, os ovos, o óleo, o açúcar e a raspa de laranja até obter um creme.

Juntar a farinha e o fermento e misturar sem bater. Com a ajuda de uma colher colocar a massa nas forminhas até 1/3 das formas. No centro por uma colherzinha de creme de chocolate e avelãs (Nutella) e encher até 2/3 das forminhas com a restante massa.

Colocar os queques no forno cerca de 20 minutos. Quando estiverem douradinhos estão prontos. Retirar e deixar arrefecer um pouco. Retirar das formas com a ajuda de uma faca e lanchar. Depois de frios salpicar com açúcar em pó.

Bom apetite!



segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Bolo de quark com chocolate granulado



Hoje trago-vos um bolo. É segunda-feira e precisamos de adoçar a semana que agora se apresenta. Vem aí, cheia de desafios e coisas para resolver, boas e menos boas. O frio parece estar a chegar de forma mais acentuada e os casacos quentes começam a sair dos armários o que despoleta em mim todas as “ites” que me acompanham religiosamente. Para aquecer a casa o forno já pode estar ligado mais tempo e as luzes acendem-se mais cedo, o que me desespera, confesso! Mas adocemos então o dia…



4 ovos
180g de açúcar
200g de queijo fresco batido (quark)
200g de farinha
1 colher de chá de fermento em pó
40g de chocolate granulado
Chocolate em pó para polvilhar

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Untar um tabuleiro pequeno com margarina e polvilhar de farinha. Reservar.

Bater os ovos com o açúcar até ficar em creme. Adicionar o queijo e bater novamente. Por último juntar a farinha, o fermento e o chocolate granulado e envolver até a massa estar uniforme.

Colocar a massa na forma, polvilhar com chocolate em pó e levar ao forno cerca de 25-30 minutos. Verificar a cozedura, retirar do forno e deixar arrefecer. Partir o bolo em cubos e servir.

Bom apetite!

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Pudim de claras com doce de ovos



Já estamos outra vez em véspera de fim-de-semana. Este ano promete passar novamente a correr. Tem havido tanta coisa para fazer e tantos planos para cumprir que o tempo vai mesmo fugindo. Uma das coisas que tenho tentado fazer é manter sempre os congelados em dia, sem estragar nada. E uma das coisas que me enche sempre o congelador são caixinhas de claras congeladas. Desta vez foram para um daqueles clássicos pudins de claras. Ficam deliciosos, são simples de fazer, e por norma toda a gente gosta.



Para o pudim - podem usar o número de claras que tiverem disponíveis. O n.º de colheres de açúcar será sempre o dobro do n.º de claras. Os minutos de forno são os mesmos do n.º de claras + 1 minuto.

7 claras
14 colheres de sopa de açúcar

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Untar um pyrex com margarina e reservar.
Colocar as claras numa taça e começar a bater com a batedeira. Quando se começarem a formar, adicionar aos poucos as colheres de açúcar. Bater até ficar um merengue bem firme. Colocar no pyrex e levar ao forno por 8 minutos. Ao fim desse tempo, desligar o forno e entreabrir a porta (costumo deixar uma colher de pau a segurar a porta do forno). Deixar arrefecer por completo dentro do forno.

Para a cobertura - podem também fazer a quantidade que desejarem. Por cada ovo aumentam ou diminuem 60g de açúcar.

4 ovos (gemas e claras)
160g de açúcar

Com uma vara de arames bater muito bem os 4 ovos juntamente com o açúcar. Levar a lume muito brando e ir mexendo com bastante regularidade até engrossar. Retirar do lume e mudar para outro recipiente para arrefecer.

Quando o pudim estiver frio, retirar do forno e cobrir com o doce de ovos. Polvilhar com canela a gosto e servir.

Bom apetite!



quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Crumble de pera com Porto e nozes



Hoje o tempo voltou a ficar cinzento, chuvoso e mais fresco. Não gosto, mas está no tempo dele. O trabalho tem sido muito, as coisas da escola vão se empurrando e os dias vão andando assim mesmo como o tempo. Cinzentos. Há alturas em que acho sinceramente que precisava de sair disto tudo, desta rotina e destes “problemazinhos” do dia-a-dia. Estamos no início de Novembro e estou cansada. Estou cinzenta também. Tento chegar a todo o lado, mas os lados são muitos, o tempo não estica e como resultado sinto que está tudo mal feito. E isso cansa-me ainda mais. Mas não se pode desistir. E melhores dias certamente virão. E o sol voltará também. Chama-se a isto viver.



100g farinha
100g de flocos de aveia
50g de nozes picadas
100g açúcar
100g manteiga
8 peras
2 cálices de vinho do Porto
1 colher de sobremesa de amido de milho (Maizena)
1 colher de chá de canela

Numa taça pequena misturar o vinho do Porto com o amido de milho e a canela em pó. Reservar.

Descascar e descaroçar as peras e cortar em cubos para um recipiente de ir ao forno. Regar as peras com a mistura de vinho do Porto e envolver.

Noutra taça colocar a farinha, os flocos de aveia, as nozes picadas, o açúcar e a manteiga amolecida. Misturar com as pontas dos dedos até ter a consistência de areia grossa.

Cobrir as peras com esta mistura e levar ao forno pré-aquecido cerca de 30 minutos ou até estar bem dourado.

Bom apetite!

Post Ads (Documentation Required)

Author Info (Documentation Required)