sexta-feira, 30 de Março de 2012

Polvo à portuguesa

Polvo à portuguesa

Tenho alguns sacos de polvo cozido no congelador. Não lhes quero dar a todos o mesmo fim, por isso há que experimentar novas receitas. Andei todo o dia a pensar como ia cozinhar o polvo, e apesar de já estar decidida pelo arroz, ao arrumar um frasco no armário, saltou-me à vista outro frasco; os dos pickles. E surgiu então a ideia de fazer um polvo à portuguesa. Isto é, em vez de carne de porco à portuguesa, saiu um polvo à portuguesa. A confeção é idêntica e o resultado excelente. Aqui fica a sugestão:

500g de polvo cozido e partido em pedaços pequenos
1 cebola média
4 dentes de alho
½ frasco de pickles ou a gosto
Sumo de limão a gosto
Azeite e sal
750g de batatas pré-fritas em cubos (3/4 do pacote)

Começar por tratar das batatas. Colocar na actifry ou colocar no óleo bem quente para fritar.

Para uma frigideira larga e funda, picar a cebola e os dentes de alho. Regar com azeite e levar a refogar. Quando estiver tudo bem alourado, juntar os pickles picados e deixar tomar sabor. Por fim juntar o polvo, regar com mais um pouco de azeite e sumo de limão e acertar o sal.
Envolver e deixar cozinhar por uns 10 minutos.

Colocar as batatas fritas numa travessa e por cima colocar o polvo. Envolver bem. Salpicar com salsa fresca (não usei porque lá em casa não apreciam) e azeitonas.

Bom apetite!

quarta-feira, 28 de Março de 2012

Bolo das dez claras

Bolo das dez claras

Hoje trago mais m bolinho de claras, feito como bolo de fim-de-semana, mas também como uma boa desculpa para acabar com mais duas caixinhas de claras que habitavam no meu congelador. A vantagem dos bolos de claras é que se mantém frescos e fofos durante mais tempo, o que os torna ideais para o café do pequeno-almoço durante a semana e para as merendas da escola… assim dure até lá! Aqui fica a sugestão:

10 claras
1 pitada de sal fino
150g de margarina amolecida
300g de açúcar
3 colheres de sopa de leite
250g de farinha
1 colher de chá de fermento
Sumo e raspa de 1 limão pequeno

Bolo das dez claras

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Untar uma forma com margarina e polvilhar com farinha. Reservar.

Começar por colocar as claras numa taça grande, com uma pitada de sal fino e bater até ficarem em castelo firme.

Noutra taça colocar a manteiga amolecida, juntamente com o açúcar. Bater bem até obter um creme fofo. Juntar o sumo e a raspa de limão e as colheres de leite. Bater novamente. Juntar a farinha e o fermento e bater novamente até estar completamente homogéneo.

Juntar uma colherada das claras a este preparado e envolver delicadamente com uma colher, de cima para baixo, sem bater, de forma a começar a soltar a massa. Ir juntando colheradas das claras e proceder da mesma forma até terminarem. Quando estiver uma massa fofa e uniforme, colocar na forma reservada, cobrir com açúcar (opcional) para lhe dar uma cobertura estaladiça e levar ao forno cerca de 35 minutos.

Verificar cozedura e desenformar.

Bom apetite!

Bolo das dez claras - interior

segunda-feira, 26 de Março de 2012

Doce de nectarina com coco – receita Bimby

Doce de nectarina com coco

Agora que começam a aparecer as frutas da nova época, começa a apetecer usar e abusar do seu sabor, hibernado durante o tempo frio. Numa frutaria perto de mim, encontrei estas nectarinas, com ótima cara e irresistíveis. Comecei por comprar meia dúzia, só para experimentar o sabor. No dia seguinte, voltei para comprar mais… para comer e já a contar em experimentar num docinho caseiro. O resultado foi excelente. Aqui fica a sugestão:

800g de nectarina sem caroço, mas com casca
Sumo de ½ limão
500g de açúcar
25g de coco ralado

Começar por lavar muito bem a fruta. Com uma faca bem afiada, cortar ao meio e retirar o caroço. Colocar no copo, juntar o sumo de limão e o açúcar. Picar cerca de 5 a 10 segundos na vel. 5, dependendo da forma como se gosta da consistência do doce. Juntar o coco ralado e programar 10 min., temp. 100, vel. 2.

Passado esse tempo, retirar o copo pequeno e substituir pelo cesto (ajuda a evaporar os líquidos mais depressa e evita os salpicos). Programar 20 min., temp. varoma, vel. 2.

Terminado o tempo, colocar de imediato o doce em frasquinhos esterilizados. Tapar e colocar com a tampa virada para baixo até arrefecerem por completo.

Bom apetite!

Doce de nectarina com coco

quinta-feira, 22 de Março de 2012

Oferta da Nestlé

Oferta muito simpática do grupo Nestlé

Aqui há tempos fui contactada pelo grupo Nestlé. Esta semana chegaram estas caixas de cereais que me parecem fantásticos. Tenho umas receitinhas para os usar, mas hoje já comecei a dar uso aos cereais de mel e amêndoas. Fantásticos! Recomendo...

Recebi: cereais integrais, chocolate, chocolate preto, mel e amêndoas, morango e frutos.

Quero aqui deixar o meu muito obrigada e a promessa de lhes fazer muito bom uso.

Mel e amêndoas... já em uso!

Para o lanche:

Morangos frescos
1 iogurte de frutos silvestres
Uma dose de cereais de mel e amêndoas

Colocar os morangos numa taça, cobrir com o iogurte e por cima colocar os cereais.

Comer e desfrutar da mistura de sabores e texturas!

Bom apetite!

Mel e amêndoas... já em uso!

quarta-feira, 21 de Março de 2012

Bolo podre do Ribatejo

Bolo podre do Ribatejo

Este apesar de ser um bolo bastante pesado, é completamente o meu tipo de bolo. Com sabor a canela e erva-doce, umas nozes a saltitarem lá no meio… enfim, tem tudo para ser bom. E não se podia pedir nada mais fácil de fazer! Não sei se será este o bolo podre do Ribatejo, mas foi assim que o conheci, por isso, aqui fica a sugestão:

750g de farinha
200g de açúcar amarelo
3,5 dl de azeite
2 dl de água
1,5 dl de mel
80 a 100g de nozes picadas de forma grosseira
erva-doce q.b. (costumo colocar 1 colher de chá)
canela q.b. (costumo colocar 2 colheres de sobremesa)
açúcar para povilhar

Pré-aquecer o forno a 180.C.

Coloca-se num tacho o azeite, a água, o mel, a canela e a erva-doce. Leva-se ao lume até ferver.

Enquanto isso colocar numa taça grande a farinha, o açúcar e as nozes. Envolver uniformemente.

Quando a primeira mistura estiver a ferver, juntar à taça da farinha.

Mistura tudo muito bem, com uma colher, até estar uma massa bem uniforme. Fica uma massa bem pesada, tipo massa de pão.

Colocar numa forma ou pirex de ir ao forno, sem untar, e levar a forno quente cerca de 30 minutos.

Retirar do forno e depois de frio polvilhar com açúcar.

Bom apetite!

Bolo podre do Ribatejo

segunda-feira, 19 de Março de 2012

Enroladinhos de canela – receita Bimby

Enroladinhos de canela

Mais uma receita que ficou esquecida no tempo. Tenho andado a colocar ordem na casa e de vez em quando lá me aparecem umas fotos que ficaram perdidas no tempo, sem receita associada. É o caso destes bolinhos com sabor a canela que veio do Forum Bimby. Dobrei o recheio, uma vez que achei muita massa para pouco conteúdo. No dia seguinte, ficam óptimos aquecidos uns 10 segundos no micro-ondas.

Massa:
500g de farinha
1 cubo de fermento padeiro fresco
50g de açúcar
1 pitada de sal
1 ovo
200 ml de leite morno
5 colheres de sopa de óleo

Colocar todos os ingredientes no copo e programar 2 min., vel. Espiga. Esperar que dobre de volume (cerca de 1 hora).

Retirar a massa do copo para uma superfície enfarinhada. Preparar o recheio e ligar o forno a 180.ºC.

Recheio:
160g de manteiga
150g de açúcar
1 colher de sopa bem cheia de canela

Colocar os ingredientes no copo e programar 3 min., tem. 37, vel. 1.

Dividir a massa em duas partes iguais. Estender em forma de retângulo. Espalhar metade do recheio por toda a superfície. Enrolar como se fosse uma torta.

Repetir a mesma operação com a restante massa e restante recheio.

Partir os dois rolos em fatias e colocar num tabuleiro forrado com película de forno.

Levar ao forno cerca de 15 a 20 minutos. Ainda mornos polvilhar com açúcar em pó.

Bom apetite!

Enroladinhos de canela

quinta-feira, 15 de Março de 2012

A tarte de morango que virou doce de morango – receita Bimby

Tarte... que passou a doce de morangos!

Já fiz esta tarte há quase um ano e ficou perdida no meio de tanta foto e receita. Apanhei esta receita num sítio, mas honestamente não anotei a origem, por isso se o seu autor a ler, por favor, reclame-a! Lembro-me que na altura ficou a promessa de repetir, mas com tanta coisa nova sempre em mente, as repetições vão sempre ficando para trás. Sei que na altura não correu muito bem, mas sei exatamente porquê. Não coloquei a massa da base corretamente na tarteira e o creme “fugiu”, o que resultou num fantástico doce de morango em vez de uma tarte de morango. Mas desapareceu num ápice, o que significa que o problema não foi dos ingredientes, mas da técnica. Para a próxima pode ser que corra melhor. E se não correr, come-se na mesma… aqui fica a sugestão:

Para a massa da base
125g de farinha
75g de margarina
50g de açúcar
1 ovo
Raspa de ½ limão
Pré-aquecer o forno a 180.ºC.

Colocar todos os ingredientes no copo e programar 15 seg., vel. 6. De seguida 1 min., vel. espiga.

Forrar a tarteira (que deve ser das pequenas) com esta massa e picar o fundo com um garfo.
Levar ao forno cerca de 20 minutos. Retirar do forno e reservar. Enquanto isso fazer o creme…

Para o creme
100g de açúcar
1 e ½ colher de sopa de amido de milho
4 gemas
4 dl de leite
1 casca de limão

Colocar no copo todos os ingredientes programar 5 min, temp. 90, vel. 4.
Retirar a casca de limão e deitar o creme sobre a massa reservada. Deixar arrefecer por completo para colocar a cobertura de fruta

Cobertura
Morangos não muito maduros
Geleia de morango ou marmelo (eu não usei, porque na altura não tinha. Não altera o sabor, mas fica com melhor aparência)

Colocar os morangos partidos ao meio sobre o creme e pincelar com geleia ligeiramente amornada no micro-ondas.

Bom apetite!

terça-feira, 13 de Março de 2012

Beijinhos de coco - receita Bimby

Beijinhos de coco

Hoje trago uma sugestão bastante comum a muitas cozinhas. Mas na realidade é uma sobremesa tão simples de fazer e fantástica para acompanhar um cafezinho. Aqui fica

1 lata de leite condensado
50g de coco ralado
10g de margarina para culinária
coco ralado para envolver os beijinhos

Na Bimby

Colocar no copo todos os ingredientes e programar 12 min, temp. 100, vel 4. Retirar o copo e colocar o cesto. Vai ajudar a evaporar o líquido deixando a massa na consistência ideal.
Assim que terminar o tempo, retirar a massa para um prato ligeiramente untado com óleo. Deixar arrefecer por completo.
Fazer pequenas bolas (devem ser pequenas, para não se tornar enjoativo) e passar por coco ralado. Colocar em pequenas formas de papel.

No fogão

Colocar todos os ingredientes num tacho e levar ao lume, mexendo sempre, até a massa engrossar e fazer estrada no fundo (cerca de 12 a 15 minutos).
O restante procedimento é exatamente igual.

Bom apetite!

Beijinhos de coco

sexta-feira, 9 de Março de 2012

Macarrão com tomate e ovos

Jantar de domingo ou jantar preguiçoso!

Chama-se a isto um jantar de preguiçosos. Sem carne nem peixe, mas com tudo de bom para todos. A vantagem: fica pronto em 20 minutos! Aqui fica a sugestão:

250g de macarrão
6 ovos
4 linguiças
2 tomates maduros
½ cebola
2 dentes de alho
Sal e azeite

Começar por picar a cebola e os alhos para um tacho largo. Partir as linguiças em rodelas finas e juntar. Regar com um fio de azeite e levar ao lume. Quando estiver douradinho juntar o tomate partido em pedaços grandes e deixar levantar fervura novamente.

Juntar água a ferver ao tacho, e acrescentar o macarrão. Acertar o tempero. A meio da cozedura (deixar passar cerca de 4 a 5 minutos ou seguir instruções da embalagem) juntar os ovos. Quando os ovos estiverem no ponto (escalfados) está pronto a servir.

Bom apetite!

quarta-feira, 7 de Março de 2012

Bolo de cenoura com chocolate

Bolo de cenoura e chocolate

Bolo de cenoura, é sempre dos bolos que desaparece mais depressa lá em casa. Ficam sempre bolos húmidos e fofos. Este não foi exceção. A receita foi adaptada do blog Tentaciones, onde foi publicada esta semana. Muito obrigada! Fica um bolo pequeno. Aqui fica a sugestão:

275g de cenoura pesadas sem casca
225g de farinha
1 colher de chá de fermento
125ml de óleo (usei metade óleo, metade azeite)
4 ovos
225g de açúcar
½ chávena de pepitas de chocolate ou semelhante
Açúcar em pó

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Untar uma forma, sem buraco, com margarina e polvilhar de farinha. Reservar.

Num robot de cozinha, triturar as cenouras, sem deixar passar pedaços grandes. Reservar.

Colocar os ovos numa taça, juntamente com o açúcar e bater muito bem até ficar uma mistura esbranquiçada e fofa. Juntar a cenoura reservada, o azeite e o óleo. Mexer novamente.

Adicionar a farinha e o fermento e envolver, sem bater. Quando a massa estiver uniforme, juntar as pepitas de chocolate e envolver com uma colher. Colocar a massa na forma e levar ao forno cerca de 35 minutos.

Verificar cozedura, retirar e deixar arrefecer. Depois de frio, polvilhar de forma abundante com açúcar em pó (opcional).

Bom apetite!

Bolo de cenoura e chocolate

segunda-feira, 5 de Março de 2012

Pão velho

Pão velho

Um dia destes e com um resto de creme de pasteleiro para gastar, decidi usar o pão velho, num doce. Normalmente costumo congelar os poucos restos que vão sobrando para ralar quando é necessário. Mas desta vez juntou-se “a fome com a vontade de comer” e saiu uma sobremesa boa de dias de Inverno. Aqui fica a sugestão:

5 ou 6 fatias de pão duro
1 chávena de chá de leite
1 chávena de chá de creme de pasteleiro
Canela em pó
3 colheres de sopa de açúcar amarelo
2 colheres de sopa de chocolate em pó (usei o chocolate para o leite)
Açúcar em pó

Num recipiente pequeno de ir ao forno colocar o pão partido em cubos. Regar com o leite morno e aguardar uns 10 minutos. Enquanto isso aquecer o forno a 180.ºC.

De seguida envolver o creme de pasteleiro de forma a ficar tudo bem uniforme.

Salpicar o pão com o chocolate em pó, canela e o açúcar amarelo. Levar ao forno cerca de 15 a 20 minutos ou até estar na consistência desejada. À saída do forno salpicar com açúcar em pó (completamente opcional) e servir ainda morno.

Bom apetite!

sexta-feira, 2 de Março de 2012

Quiche do que há…

Quiche do que há...

Não sei se já tive oportunidade de dizer, mas lá em casa as quiches nunca seguem uma receita rígida. Ficam sujeitas ao que há no frigorífico ou na dispensa numa criativa mistura de sabores. Além disso, as quiches são raras. Não tem grandes apreciadores lá por casa, com exceção de mim própria, por isso são feitas normalmente para reuniões familiares. Foi o caso desta. Aqui fica a sugestão:

1 base de massa quebrada

5 ovos
2 iogurtes naturais

1 bife de fiambre
½ alheira de carne
1 chávena de chá de milho doce
8 cogumelos frescos
Brócolos (o equivalente a 1 chávena de chá)
1 alho francês
Queijo mozarela ralado
Queijo emmenthal ralado
Sal
Pimenta
Noz-moscada
Azeite

Quiche do que há...

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Colocar a base de massa quebrada na tarteira, deixando ficar o papel vegetal. Picar o fundo, por diversas vezes, com um garfo. Reservar.

Colocar u tacho com água e sal ao lume para cozer o milho (se for necessário) e os brócolos. Não deixar cozer em demasia.

Numa frigideira colocar um fio de azeite. Levar ao lume. Quando estiver quente, juntar os cogumelos bem lavados, secos e fatiados. Juntar depois o alho francês em rodelas. Temperar com um pouco de sal. Quando estiver quase pronto, juntar o interior da alheira e o bife de fiambre cortado em cubos. Retirar do lume.

Escorrer muito bem os legumes e juntar na frigideira. Misturar de forma uniforme e colocar sobre a massa.

Numa taça, misturar muito bem os iogurtes e os ovos. Temperar com sal, pimenta e noz-moscada a gosto. Cobrir o recheio da quiche com esta mistura.

Salpicar de forma abundante com queijo emmenthal e mozarela e levar ao forno cerca de 35 minutos a 180.ºC. Deixar alourar e fica pronto a servir.

Bom apetite!

Quiche do que há...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...