quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Queques de chocolate

Queques de chocolate

Apesar de darem mais trabalho a fazer que um bolo normal, eu gosto de queques! O meu ideal de queques, eram aqueles que dantes se vendiam em qualquer pastelaria, os queques das “maminhas”. Infelizmente já não se vêem muito por aí! Por aqui, os queques são definitivamente mais caseiros. Eu preferia dos outros, mas por agora é o que há! Aqui fica:

150g de margarina
2 ovos
1 chávena de chá de farinha
1 chávena de chá de açúcar
¾ de chávena de chocolate em pó
1 colher de chá de fermento

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Preparar as forminhas dos queques, forrando-as com forminhas de papel (esta é a maneira mais prática. Pode sempre usar-se o método tradicional de untar as forminhas, e depois de prontos, colocá-los em forminhas de papel). Numa taça juntar a margarina e o açúcar, e bater até obter uma massa homogénea. Juntar agora o chocolate em pó, os ovos e a farinha. Misturar bem, sem bater. Encher as forminhas de queques até ¾ e levar ao forno cerca de 15 minutos, até estarem cozidos, mas sem deixar secar. Retirar e deixar arrefecer.

Bom apetite!

Queques de chocolate

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Bolachas de queijo – receita Bimby

Bolachas de queijo

Estas bolachinhas salgadas são muito simples de fazer. Para mim têm um “pequeno” inconveniente. É daquelas que é preciso estender a massa e cortar com forminhas, o que demora sempre o seu tempo, coisa que me falta bastante! Além disso, penso que será melhor serem consumidas no próprio dia, uma vez que depois, ficam um pouco secas. Mas isso também não é grande problema, não é? A receita é do blog “Trata de cocinar”. Aqui fica:

150g de farinha
100g de margarina
150g de queijo semi-curado
1 gema de ovo
Sal e pimenta
1 ovo para pincelar
Queijo e sementes de sésamo para polvilhar

Colocar todos os ingredientes no copo (com excepção dos da cobertura) e programar 2 minutos, vel. Espiga.
Retirar do copo e estender a massa com um rolo, numa superfície enfarinhada, até ficar com cerca meio cm de espessura. Cortar com as forminhas seleccionadas. Pincelar com o ovo batido e salpicar com queijo ralado e sementes de sésamo.
Levar a forno pré-aquecido a 180.ºC até ficarem douradinhas (cerca de 20-25 minutos).

Bom apetite!

Bolachas de queijo

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Caril de lulas

Caril de lulas

Lá em casa, e por incrível que até a mim me pareça, todos gostamos de lulas! E de lulas com “molho amarelo”, ou seja, lulas com caril. São muito simples de fazer. Aqui fica a sugestão:

1kg de lulas limpas e cortadas em rodelas
1 cebola pequena
3 dentes de alho
½ pimento vermelho cortado em fatias finas
5 pézinhos de coentros
1 lata de leite de coco
1 colher de sopa de caril em pó
Azeite e sal q.b.

Num tacho colocar um fio de azeite e juntar a cebola e os dentes de alho fatiados. Colocar em lume brando. Quando a cebola começar a ficar translúcida, juntar o pimento e deixar cozinhar 2 ou 3 minutos. Juntar as lulas, temperar com sal (pouco, por causa do caril) tapar o tacho e deixar cozinhar até as lulas começarem a ficar macias. Juntar então o leite de coco e esperar que levante fervura. Nessa altura, adicionar o caril e os coentros. Envolver bem e deixar cozinhar mais 5 a 10 minutos. Acompanhar com arroz branco.

Bom apetite!

Os melhores blogues de culinária


É com orgulho que inicío a minha parceria com a marca Lusitana. O blog "As receitas lá de casa", destacou-se como um dos melhores blogs de culinária nacional.

Digo com orgulho, pois apenas quem tem este "trabalho", consegue perceber a dificuldade que existe, o esforço e o tempo que é preciso dispender, para manter um blog activo e cativante.

Por isso agradeço o destaque!

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Pá de porco, no forno, com molho de chouriço

Pá de porco, no forno, com molho de chouriço

Hoje trago um assado de fim-de-semana. Pelo tempo que demora no forno e não pela dificuldade de execução. Um petisco bastante apreciado lá por casa. Aqui fica a sugestão:

1 pá de porco (com ou sem osso)
3 folhas de louro
Sumo de ½ limão grande
Sal

Para o molho:
½ chouriço de boa qualidade
5 dentes de alho
½ cebola média
Sumo de ½ limão grande
1 decilitro de azeite
1 decilitro de vinho branco
1 colher de café de pimentão doce
Sal

Golpear a pá de porco, de forma a permitir que asse melhor e absorva bem o tempero. Temperar com o sumo de meio limão, sal e o louro partido em pedaços com as mãos. Deixar descansar pelo menos uma hora. Regar com um fio de azeite e levar a forno pré-aquecido a 200.ºC cerca de 20 minutos. Ao fim desse tempo retirar o tabuleiro do forno, voltar a peça de carne e regar com um pouco de vinho branco. Levar ao forno mais 20 minutos. Num copo misturador (uso daqueles copos da varinha mágica) colocar todos os ingredientes do molho. Os sólidos (chouriço, cebola e alho) devem estar sem casca ou pele e partidos em pedaços pequenos. Passar com a varinha mágica, até o chouriço estar e pedaços muito pequenos. Retirar o tabuleiro do forno e cobrir a carne uniformemente com este preparado. Levar ao forno novamente e deixar assar até estar bem tostadinho.
Acompanhei com arroz branco e salada.

Bom apetite!

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Medalhões de pescada com cobertura de "caldo verde"

Medalhões de pescada com cobertura de "caldo verde"

Esta receita é meio inspirada num dos livros da Mafalda Pinto Leite, meio em outras que vi na net, meio em comida beirã. Seja como for, ficou muito boa e foi muito simples e rápida de preparar. Aqui fica a sugestão:

8 medalhões de pescada descongelados
2/3 de um pacote de caldo verde (não sei ao certo quanto é…)
2 bolas de pão branco fresco
6 dentes de alho
Raspa da casca de meio limão e respectivo sumo
1 decilitro de azeite
Sal

Colocar um tacho ao lume com água, para ferver e escaldar o caldo verde, cerca de 3 a 4 minutos. Depois de pronto passar para um passador e deixar a escorrer, até ficar quase seco. Enquanto isso, num robot de cozinha, colocar o pão branco em pedaços e os dentes de alho e triturar até ficar em migalhas grossas. Juntar agora o caldo verde, o limão, o azeite e temperar com sal. Misturar novamente, sem desfazer os ingredientes. Num recipiente de ir ao forno colocar os medalhões de pescada, temperar com um pouco de sal e um fio de azeite. Por cima distribuir o preparado anterior uniformemente, de forma a cobrir o peixe por completo. Levar a forno pré-aquecido a 180.ºC, cerca de 25-30minutos.

Acompanhei com batatas fritas na Actifry (o meu novo e delicioso brinquedo!!!).

Bom apetite!

Medalhões de pescada com cobertura de "caldo verde"

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Queijada de noz – receita Bimby

Queijada de noz

Já fiz esta tarte há tanto tempo, que honestamente já não posso dizer muito bem o que achei dela! Desapareceu depressa, isso tenho a certeza, por isso deve ter tido a aprovação do provador-mor lá de casa! A receita é do blog “ A cozinha da Elsa”. Aqui fica a sugestão:

100g de margarina à temperatura ambiente
2 chávenas de chá de açúcar
2 chávenas de chá de leite
1 chávena de chá de farinha
3 ovos
100g de nozes

Queijada de noz

Começar por aquecer o forno a 180.ºC. Colocar no copo o açúcar e a margarina e programar 20seg., vel. 4.

Juntar de seguida o leite e os ovos e programar 1 min., vel.4.

Juntar a farinha e misturar 15 seg., vel.3. Juntar as nozes partidas com as mãos e envolver com uma espátula.

Colocar a mistura numa tarteira de pyrex ou de silicone e levar ao forno até a tarte estar douradinha.

Bom apetite!

Queijada de noz - o interior

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Corvina no tacho

Corvina no tacho

Infelizmente, e na minha humilde opinião, cada vez nos afastamos mais da comida tradicional portuguesa, da comida das nossas avós, dos cheiros tradicionais. As novas gerações dos amantes de culinária, tentam sempre inovar, com novos sabores, novos ingredientes, novos aromas. Temos vindo a importar de tudo, de mau e de bom. A comida plástica tem sido a nossa maior falha, sem dúvida. Mas temos importado também, novos legumes, novas frutas, novas ervas para tempero. Acho isso muito positivo, mas ás vezes gosto de voltar atrás, à cozinha simples, rápida e poupada das nossas avós. Por isso hoje trago, uma corvina, muito simples e básica, que toda a gente sabe como se faz, mas apenas para relembrar outros tempos… Aqui fica:

3 postas de corvina
5 batatas pequenas/médias
1 cebola grande
3 dentes de alho
½ pimento vermelho
½ pimento verde
1 copo de vinho branco
Sal
Pimentão doce em pó
2 colheres de sopa de polpa de tomate
Azeite
2 folhas de louro

Num tacho largo, colocar a cebola descascada e fatiada em meias luas. Por cima colocar os dentes de alho picados. Descascar as batatas e colocar no tacho, cortadas em rodelas finas. Arranjar os pimentos, limpando-os das sementes, e cortar em tiras finas. Distribuir por cimas das batatas. No topo de tudo colocar as postas de peixe. Temperar com sal, pimentão doce, polpa de tomate e as folhas de louro. Por último regar com o vinho branco e azeite (de forma generosa). Levar ao lume, tapado, cerca de 25 minutos, ou até as batatas estarem cozidas. Não mexer durante a cozedura. Servir quente.

Bom apetite!

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Queques boca-doce… e o que fazer com os que sobram! – receita Bimby

Queques Boca Doce... para o lanche

Fiz estes queques numa daquelas semanas de Agosto, em que estavam 40.ºC à sombra. Por isso, não trago só a receita dos queques, mas também a receita de como aproveitar os que restaram e secaram com o calor, a uma velocidade muito superior à habitual. A “fonte” dos queques é o blog “Comido por servido”, o resto é criação lá de casa. Aqui fica:

Para os queques:
3 ovos
150g de farinha
100g de açúcar
100g de leite
1 colher de chá, bem cheia, de fermento em pó
1 pacote de pudim boca-doce de qualquer sabor (eu usei de baunilha)
150g de óleo ou azeite

Pré-aquecer o forno a 180.ºC.
Colocar no copo os ovos e o açúcar e programar 3 min., 37º, vel. 2 ½. Programar novamente 3 min., vel. 3 ½, mas sem temperatura.
Acrescentar os restantes ingredientes, com excepção do fermento, e programar 2 min., vel. 3 ½.
Juntar o fermento e misturar uns segundos na vel. 3.
Colocar forminhas de papel (ou fazer em forminhas de silicone) nas formas para queques e encher até ¾ da sua capacidade. Salpicar a massa com açúcar em pó. Levar ao forno quente, cerca de 15-20 minutos.

O fim dos queques...

Para aproveitar os queques secos (no meu caso, cerca de 6)
7dl de leite (decilitros)
7 colheres de sopa de açúcar
1 pacote de leite-creme instantâneo

Desfazer os queques para dentro de uma taça. Regar com 2 decilitros de leite, mais coisa, menos coisa. Levar ao lume um tacho com o restante leite e o açúcar até levantar fervura. Juntar o preparado do leite-creme, conforme instruções da embalagem. Cobrir os queques com o leite-creme e deixar arrefecer completamente. Cobrir com canela a gosto.

Bom apetite!

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Esclarecimento - receitas Bimby

Sei que é com algum desagrado que muitas pessoas vêem o blog encher-se de “receitas Bimby”. Amigos e conhecidos têm referido isso, e muitos comentários que recebo, também mostram o seu desagrado em relação a esse assunto. Mas vamos lá a ver… não há NADA que a Bimby faça, que não se possa fazer de outra maneira. Eu própria antes de ter a máquina, também retirava receitas da Bimby e adaptava-as à cozinha tradicional. Não é difícil. A Bimby veio apenas simplificar a tarefa, nada mais.

Vamos ver… quando eu digo 2 min., vel. 3, significa que é preciso bater com a batedeira. Quando eu digo triturar na vel. 5-7-9, quer dizer triturar com qualquer robot de cozinha. Se a manteiga é para bater com o açúcar temp. 37, vel. 2, 3 min., significa que deve amolecer ligeiramente a manteiga no micro-ondas, juntar o açúcar e bater com a batedeira… e por aí fora! Simples? Sim, muito simples!

De qualquer forma, fico à inteira disponibilidade para qualquer esclarecimento… posso demorar a responder, mas respondo!

É que sinceramente, tenho muito pouco tempo para alimentar o blog. E se já é difícil, escrever a receita como a fiz, em duas versões, torna-se mesmo impossível!

Peço desculpa e espero que compreendam…

Obrigada!

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

E para o jantar... pizza! – receita Bimby

E para o jantar... pizza!

Lá em casa todos gostamos de pizza. Não somos fãs incondicionais, mas gostamos. Desde que “descobri” como é fácil fazer a massa da pizza na Bimby, não quero outra coisa. Há quem faça na máquina do pão, mas honestamente nunca experimentei. Para a cobertura as hipóteses são infinitas. Deixo a sugestão do que usei desta vez. Aqui fica:

Para a massa:
200g de água
50g de azeite
1 colher de chá de sal
40g de fermento de padeiro ou um saqueta Fermipan
400g de farinha

Para a cobertura:
Molho de tomate (costumo usar ketchup e polpa de tomate misturados)
Orégãos
Queijo mozarela – muito!
6 fatias de queijo flamengo partidas em pedaços
1 lata de cogumelos laminados
6 fatias de fiambre cortadas em pedaços
½ chouriço de carne ás rodelas
Azeitonas pretas
1 cebola pequena cortada em fatias finas

No copo da Bimby colocar os ingredientes líquidos juntamente com o sal. Programar 1 min., tem. 37, vel. 2.

Adicionar a farinha e o fermento e programar 15 seg., vel. 6, seguido de 1 min., vel. espiga.

Deixar a massa repousar 30 minutos. Depois desse tempo, estender a massa fina (eu uso o tabuleiro do forno salpicado com farinha; a massa cobre-o totalmente) e começar por espalhar a mistura do molho de tomate. Salpicar com orégãos. Distribuir os restantes ingredientes por cima do molho de tomate de forma uniforme. Cobrir abundantemente com queijo mozarela. Levar a forno pré-aquecido a 220.ºC cerca de 15 a 20 minutos.

E para o jantar... pizza!

A vantagem do tamanho desta pizza, e de ser feita em casa, é que permite ter zonas diferentes de cobertura, conforme os gostos de quem a vai comer. O que pode ser muito útil, principalmente para quem tem crianças!

Bom apetite!

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Bolo de leite evaporado

Bolo de leite evaporado

Precisava de um bolo rápido e fácil de fazer, tendo principalmente em conta o pouco que tinha em casa para usar. Nada como consultar o meu “caderninho” de receitas retiradas da net (um dossiê A4, de lombada larga, dividido em mais de 20 separadores). Este pareceu-me tão, mas tão simples, que não tive dúvidas. Baseei-me numa receita do blog “Bocados de Cielo”, mas alterei-a por completo em termos de quantidades. A receita levava 200g de leite evaporado, e a minha lata tinha 380g. Sabia que não valia a pena guardar, uma vez que não lhe daria mais uso, e como não gosto de deitar nada fora, adaptei a receita à quantidade da minha lata. Como tal, aqui fica a minha versão adaptada. Eu usei a Bimby, mas faz-se com batedeira ou robot de cozinha.

380g de leite evaporado (1 lata)
350g de farinha
5 ovos
250g de açúcar
120ml de óleo ou azeite (120g para quem usar a Bimby)
1 colher de café de essência de baunilha (opcional)
Raspa da casa de um limão (ou laranja)
1 colher de chá, bem cheia, de fermento em pó

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Colocar todos os ingredientes numa taça, ou robot de cozinha, e bater bem, até ficar uma mistura homogénea. Untar e polvilhar uma forma, com margarina e farinha, e levar ao forno cerca de 40-50 minutos. Verificar a cozedura com um palito, retirar do forno, desenformar e deixar arrefecer.

Bom apetite!

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Tarte de laranja – receita Bimby

Tarte de laranja

De regresso, de baterias recarregadas, pronta para mais um ano de actividade... sim, que para mim, o ano começa depois das férias de Verão! Um bom ano para todos os meus leitores!

Há aquelas pessoas, que mais ou menos como eu, têm alguns macaquinhos no sótão em relação a determinados procedimentos culinários, e tentam sempre fugir e dar a volta de outra maneira. Eu por exemplo, nem leio as receitas que levam folhas de gelatina. Fujo delas a sete pés, mesmo que parece óbvio e fácil. O mesmo acontece com as tortas. Se bem que as coisa já vão correndo melhor, enrolar tortas, principalmente daquelas que ficam húmidas, pode ser um verdadeiro pesadelo. Então tento fugir ao máximo desse “problema”. É o caso da receita de hoje. É a receita do livro base da Bimby (o antigo) de torta de laranja… mas versão tarte. Aqui fica:

8 ovos
400g de açúcar
40g de farinha maizena
60g de manteiga
Sumo e raspa de 2 laranjas

Colocar no copo o açúcar e as cascas das laranjas (sem a parte branca). Pulverizar 6 seg., vel. 7.

Juntar os ovos, a maizena, a manteiga e o sumo das laranjas e programar 30 seg., vel. 4.

Untar uma forma de tarte (eu uso a tarteira onde sirvo) com margarina e levar a forno pré-aquecido a 180.ºC cerca de 30-35 minutos. Verificar a cozedura. Retirar e deixar arrefecer. Servir fresquinha.

Bom apetite!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...