quarta-feira, 31 de março de 2010

Medalhões de pescada no forno com natas e cenoura

Medalhões de pescada no forno com natas e cenoura

É verdade! Cá estão eles novamente. Os célebres medalhões de pescada. Aqui fica outra variante. Isto vai sempre dependendo do que há no frigorífico… Aqui fica:

2 embalagens de medalhões de pescada (800g)
2 cenouras médias raladas
1/3 de pedaço de bacon
Azeitonas a gosto
1 pacote de natas (200ml)
Queijo para gratinar (usei mozarella)
Sal, sumo de limão e azeite q.b.

Pré-aquecer o forno a 180-200.ºC. Num recipiente que possa ir ao forno, colocar os medalhões de pescada (já descongelados) e temperar com o sal, sumo de meio limão e um fio de azeite. (Se os medalhões ainda estiverem congelados levar assim, temperados, 10 minutos ao forno. Escorrer alguma água que tenham libertado e continuar com o resto da receita) Por cima colocar a cenoura ralada. Regar com as natas. Salpicar com as azeitonas e os cubos de bacon. Cobrir com queijo. Levar a forno quente cerca de 25/30 minutos. Quando estiver tostadinho está pronto a servir. Acompanhei com puré de batata.

Bom apetite!

segunda-feira, 29 de março de 2010

Bolo de abóbora – receita Bimby

Bolo de abóbora

Tinha dois sacos de abóbora congelada e a perspectiva de ir buscar ainda mais abóbora. Tinha que lhe dar algum destino, se é que quero manter uma organização saudável na arca congeladora. Bem, para além dos doces e das sopas, lembrei-me de procurar a receita de um bolo de abóbora. Encontrei no Forum Bimby for all, exactamente o que procurava. Rende um bolo bastante grande. Ao contrário do J., gostei bastante do resultado. É um bolo fantástico e com um sabor diferente. Fica bem cor de laranja e dura vários dias sem ficar minimamente seco. O J. não gostou do sabor, tal como não gosta de bolo de cenoura… ainda bem que não gostamos todos do mesmo! Se bem que ás vezes pode-se tornar complicado. Aqui fica:

2 chávenas de chá de abóbora cortada em cubos
1 chávena de chá de óleo (pode ser azeite)
4 ovos
2 chávenas de chá de açúcar
2 chávenas de chá de farinha de trigo
1 chávena de chá de farinha de milho
1 colher de sopa de fermento em pó

Pré-aquecer o forno a 180ºC. Colocar a abóbora e o açúcar no copo e programar 30 seg., vel. 7 ou até obter um creme liso. Colocar a borboleta, juntar os ovos e bater 5 min, vel. 4. Adicionar o óleo (ou o azeite) e misturar uns segundos na vel. 4. Retirar a borboleta e juntar as farinhas e o fermento e misturar 15 seg., vel. 3. Untar uma forma grande com margarina e polvilhar com farinha. Levar ao forno cerca de 50 minutos (mas atenção, que depende sempre dos fornos…).

Bom apetite!

sexta-feira, 26 de março de 2010

Folhados de queijo, mel e nozes

Folhados de queijo, mel e nozes

Trago hoje uma sugestão muitíssimo simples, mas muitíssimo saborosa. É daquelas combinações que praticamente toda a gente gosta, até eu, que não sou apreciadora de queijo. Emendo, de queijo cru, porque cozinhado, como todos! Aliás, deve ser mesmo daquelas coisas que eu não sou capaz de comer. Queijo “cru”… e dobrada. O resto, e infelizmente, como tudo! Aqui fica:

1 placa de massa folhada fresca (para isto as do Lidl são óptimas, porque são rectangulares)
1 embalagem de queijo aromatizado com ervas (tipo Philadelphia)
Mel e nozes q.b.

Folhados de queijo, mel e nozes

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Estender a massa numa bancada e barrar com o queijo – usei cerca de 2/3 da embalagem. “Regar” o queijo com o mel em fio e salpicar com nozes partidas em pedaços grossos. Enrolar pelo lado mais comprido e “colar” a massa com um pouco de água fria. Cortar em fatias com cerca de 2cm cada e dispor no tabuleiro do forno forrado com papel vegetal ou base de silicone. É natural que os folhados “babem” um pouco enquanto estiverem no forno. Ficam prontos em cerca de 20/25 minutos.

Bom apetite!

quinta-feira, 25 de março de 2010

Sal aromatizado com limão e orégãos – receita Bimby

Sal aromatizado com limão e orégãos

Esta é mais uma daquelas mariquices culinárias que a Bimby nos permite fazer em 10 segundos. Muito fácil e óptimo para ter no frigorífico, para os grelhados ou assados no forno. A vantagem é que pode ter imensas variantes. Depois de feito é melhor guardar no frigorífico. Aqui fica:

50+100g de sal marinho
Casca de 1 limão médio
1 colher de sobremesa de orégãos

Colocar no copo da Bimby 50g de sal e a casca de limão. Dar 3 toques no turbo. Normalmente é preciso limpar o copo com a espátula e voltar a repetir a operação. Juntar o restante sal e orégãos e misturar 15 seg., vel. 2.

Bons temperos!

terça-feira, 23 de março de 2010

Arroz com bacon e couves

Arroz com bacon e couves

Hoje trago uma sugestão de acompanhamento. É só uma pequena variação ao arroz branco. Mas sempre ajuda a mudar a rotina. Aqui fica:

1/3 de pedaço de bacon cortado em cubos
¼ de couve lombarda cortada em fatias finas
Arroz agulha q.b. (depende do n.º de pessoas)
2 dentes de alho picados
Azeite q.b.

Num tacho colocar o azeite, o alho e o bacon. Deixar alourar. Acrescentar a couve e nvolver com o bacon. Quando a couve estiver macia, colocar a água para cozer o arroz (o dobro da quantidade de arroz). Quando levantar fervura adicionar o arroz e temperar com sal (cuidado com o sal do bacon). Deixar cozer 13 a 15 minutos. Acompanhei com costeletas grelhadas.

Bom apetite!

segunda-feira, 22 de março de 2010

Rolinhos de linguiça – receita Bimby

Rolinhos de linguiça

Bem, rolinhos de linguiça ou bolinhos ou pãezinhos ou como queiram chamar. Vi esta receita no blog Mesa para 4 (mais outra!!!) e imediatamente me fez recuar no tempo até casa da minha avó, onde a Celeste fazia uns mini-croissants de linguiça do outro mundo. A Celeste era uma daquelas empregadas internas à antiga, mas que mais do que empregada foi uma grande amiga. É com enorme saudade que penso nela, obviamente, e em todas as delícias que saíam daquelas mãos dotadas para a cozinha. Bem sei que quando tentamos recuperar receitas antigas, esperamos sempre que elas nos transportem no espaço e no tempo para outras casas, outros cheiros, outras companhias. Bem, como é evidente a minha realidade hoje é diametralmente oposta à daquele tempo… Então viajei pouco, mas consegui recordar! Estes rolinhos ficam bastante diferentes dos da Celeste, mas igualmente deliciosos. São sucesso garantido sempre que os faço. A receita é muito simples. A montagem é que demora mais um pouco. Mas compensa!! Agradeço mais uma vez a inspiração que não acaba do Mesa para 4. Aqui fica:

150g de batata cozida
300g de farinha
150g de margarina
6 linguiças
1 ovo batido para pincelar

Cozer a batata, e deitar no copo da bimby. Juntar a farinha, e a margarina à temperatura ambiente (se as batatas estiverem quentinhas, a margarina pode estar fria) e triturar durante cerca de 1 minuto, velocidade 6.

Tirar a massa do copo fazer uma bola e deixar descansar. Enquanto isso, preparar o recheio. Tirar a pele ás linguiças e cortá-las longitudinalmente em 4 partes iguais. Cada pedaço cortar em 3 partes. Reservar.

Numa superfície enfarinhada, estender a massa com o rolo. A massa deve ficar fina. Cortar em quadrados com uma faca, colocar a linguiça e fechar. Pincelar com o ovo batido e levar a forno pré-aquecido a 180º num tabuleiro enfarinhado ou com tapete de silicone, cerca de 20 minutos. Não contei quantas unidades rende… mas no Mesa para 4 diz 60 e eu acredito que sim!

Bom apetite!

Rolinhos de linguiça

sexta-feira, 19 de março de 2010

Pedaços de Lua – receita Bimby

Pedaços de Lua

Ontem, a propósito da Samana da Leitura, fui à escola da J. ler uma história (acabaram por ser duas). O título era “A que sabe a lua”. Resolvi fazer estes biscoitos para levar aos miúdos e oferecer no fim da história. Disse-lhes que o ratinho da história, que tinha conseguido provar a lua, também queria que eles provassem o sabor da lua. E não é que alguns pensaram MESMO que eram pedaços de lua? São o máximo estes miúdos!!! A receita vem do Forum Bimby, mas é facilmente adaptável. A receita original chama-se “Choco Rice Cookies”. Aqui fica:

190g farinha
2g bicarbonato de sódio
2g sal
115g manteiga à temperatura ambiente
200g açúcar branco
1 ovo
5ml de extrato baunilha
70g de Choco Rice (cereais de chocolate tipo arroz tufado)

Colocar no copo a margarina partida em cubos pequenos e o açúcar. Programar 3 min.,37ºC, velocidade 3.
Adicionar os restantes ingredientes excepto o Choco Rice, programar 15 seg., velocidade 5 e depois 1 min., velocidade espiga.
Juntar os cereais Choco Rice, programar velocidade colher até estar bem misturado na massa (pode demorar cerca de 3 minutos). Se necessário envolver com a espátula manualmente.
Fazer bolinhas com a ajuda de duas colheres e colocar num tabuleiro forrado com papel vegetal ou placa de silicone. Deixar algum espaço entre elas, uma vez que as bolas se transformam em bolachas. Levar ao forno até alourar (cerca de 10 min. – depende dos fornos). Fiz 3 tabuleiros.

Bom apetite!

Pedaços de Lua

quinta-feira, 18 de março de 2010

Um pequeno sabor a México

Um pequeno sabor a México...

Quando saí de casa de manhã disse ao J.: “hoje o jantar é empadão”. Quando ele chegou tinha isto. Nem sempre nos apetece seguir a rotina, não é? Enquanto descascava as batatas para fazer o puré, comecei a pensar na monotonia do empadão, e que me tinha esquecido de comprar tomate, logo não conseguia fazer salada para acompanhar… enfim, saiu um bocadinho de sabor a México. Pelo menos foi o que ele disse. E antes que me perguntem, não, não usei malaguetas por causa das miúdas! Aqui fica:

800g de batatas descascadas e partidas em palitos grossos
500g de carne de vaca picada
1/2 embalagem de bacon cortado em cubos
½ pimento vermelho cortado em cubos
Queijo mozarella (muito)
Polpa de tomate ou tomate pelado – meia embalagem
Sal, pimentão-doce, azeite e alho em pó q.b.
4 dentes de alho

Pré-aquecer o forno a 180/200ºC. Colocar os palitos das batatas num tabuleiro de ir ao forno. Temperar com sal fino, alho em pó e pimentão-doce. Regar com um fio de azeite e envolver com as mãos. As batatas devem ficar todas bem envolvidas no azeite. Colocar no forno. Numa frigideira colocar o alho e o bacon juntamente com uma colher de sobremesa de azeite. Deixar alourar. Juntar a carne e deixar fritar. Nesse intervalo retirar as batatas do forno e virá-las, desta vez com uma colher ou espátula, claro! Quando a carne estiver quase pronta, juntar o tomate e deixar levantar fervura. Juntar então o pimento e deixar cozinhar 2 ou 3 minutos. Reservar. Retirar o tabuleiro das batatas, verificar se estão assadas e afastá-las para as bordas do tabuleiro, criando espaço no centro, onde se coloca a carne. Cobrir abundantemente (para a próxima tenho que pôr mais!!)com o queijo e levar novamente ao forno. Quando o queijo estiver derretido e a começar a alourar, está pronto!

Bom apetite!

terça-feira, 16 de março de 2010

Queijadinhas de bolacha Maria e côco

Queijadas de bolacha Maria

Eu gosto muito de queijadas. Aliás… eu gosto muito de tudo, infelizmente! Mas bem… queijadas eu gosto mesmo muito! De qualquer sabor. E quando vi estas não lhes consegui resistir. As minhas ficaram com um aspecto diferente das originais, mas muito boas, que é o que interessa! A receita veio do blog “Delícias e companhia” que nos dá sempre excelentes sugestões. Aqui fica:

125g de bolachas Maria moídas
125g de côco ralado
300g de açúcar
6 ovos

Colocar os ovos numa taça e bater. Juntar os restantes ingredientes e mexer até formar uma mistura homogénea. Dentro das formas de alumínio (não é necessário untar)colocar as forminhas de papel. Encher até ¾ da forma com a massa. Levar a forno pré-aquecido (180.ºC) até ficarem douradinhas.

Bom apetite!

Queijadas de bolacha Maria

segunda-feira, 15 de março de 2010

Pá de porco com cebola “alaranjada”

Cebola com raspa de laranja e açucar

Hoje trago mais uma receita de pá de porco no forno. Para mim, é uma receita de fim de semana, não porque demore muito tempo a preparar, mas porque é melhor deixar temperada de véspera e somando a isso o tempo de forno, não se pode dizer que seja uma receita fácil de fazer durante a semana. Aqui fica:

1 pá de porco sem osso
1 raminho de coentros
2 cebolas médias
1 laranja
1 limão
2 colheres de sopa de açúcar amarelo
6 dentes de alho
½ copo de vinho branco
1/3 de copo de azeite
Sal e pimenta q.b.

Pá de porco pronta para ir para o forno

Temperar a carne de porco com o sumo de limão, os alhos, o vinho branco e o sal. Deixar temperado de um dia para o outro. Descascar as cebolas e cobrir com a raspa e o sumo da laranja e o açúcar. Deixar apurar cerca de 30 minutos. Colocar a pá de porco num recipiente que possa ir ao forno. Regar com o azeite, cobrir com os coentros picados e temperar com um pouco de pimenta. Rodear com a cebola e levar a forno médio-alto pré-aquecido cerca de 1 hora.

Bom apetite!

Depois de saír do forno...

quinta-feira, 11 de março de 2010

Batata doce frita

Batata doce frita para acompanhar

Hoje trago uma sugestão de acompanhamento. Nós lá em casa apreciamos bastante. É muito simples de fazer e sempre é mais uma variante. Aqui fica:

Batata doce q.b. (depende do n.º de pessoas)
Óleo para fritar
Sal fino

Lavar muito bem as batatas em água corrente. Cortar em rodelas muito finas, sem tirar a casca. Colocar o óleo a aquecer. Passar novamente as batatas por água. “Enxugar” as batatas com um pano e levá-las a fritar em óleo abundante e quente. Quando estiverem lourinhas estão prontas. Retirar e escorrer em papel absorvente. Temperar com sal fino e comer imediatamente.

Estas batatas também podem ser feitas na versão doce. Depois de escorrer o óleo, passá-las em açúcar e canela. Ficam excelentes!

Bom apetite!

quarta-feira, 10 de março de 2010

Doce de maçã, côco e limão – receita bimby

Doce de maçã, limão e côco

Das minhas experiências com doces na Bimby, este é sem dúvida um dos meus preferidos. Se ainda não experimentaram, e se gostam de côco, não deixem de fazer, porque não se vão arrepender. Aqui fica:

700g de maçã (já descascada e limpa) de qualquer espécie
150g de açúcar amarelo
150g de açúcar branco
Sumo de ½ limão
2 colheres de sopa de côco

No copo da Bimby colocar a maçã e os açucares. Programar 15 seg., vel. 6 – isto dependerá da consistência com que cada um gosta dos doces. Acrescentar o sumo do limão. Programar 30 min., vel. 2, temp. 100.

Quando acabar este tempo, deitar pelo buraco do copo o côco ralado e envolver 15 seg., vel. 2.

Quando estiver pronto distribuir por frascos estirilizados (costumo fervê-los, enquanto faço o doce, cerca de 10 min.) e deixar arrefecer com a tampa voltada para baixo.

Bom apetite!

Doce de maçã, limão e côco

terça-feira, 9 de março de 2010

Deixem-me apresentar…

Sudoeste. Uma nova produção de vinho alentejano. Um novo projecto português. Uma adega familiar em crescimento e expansão. Produzido pela Adega do Monte do Verdelho.

Sudoeste

Tem origem nas castas Aragonês, Trincadeira e Alicante Bouchet plantadas em solos xisto-argilosos, em pleno sudoeste alentejano, no interior do Concelho de Odemira. Fermentou em lagares abertos oito dias, estagiou seis meses em madeira nova de carvalho francês e americano resultando vinho de cor granada escura, aroma a frutos vermelhos e notas de baunilha. Encorpado com taninos suaves mas presentes e final macio persistente a fruta e madeira.

Sudoeste

Fica o destaque. Este vinho é produzido numa adega de uma pessoa amiga. Qualquer informação adicional por email.

Sudoeste

segunda-feira, 8 de março de 2010

Empadão de atum

Empadão de atum

Uma maneira diferente de comer atum. Mas neste dia apetecia-me comer atum bem condimentado. Mas isto é sempre um problema. A minha mais nova não gosta de atum. Só estiver muito bem disfarçado. E a mais velha em dias de esquisitice, que felizmente são muito raros, não gosta de muitos condimentos extra. E não gosta de cogumelos. Não gosta mesmo e não há nada a fazer. Para agradar a todos, resolvi armadilhar o tabuleiro. Uma camada para os “crescidos” por baixo, e o resto tudo normal em cima. Assim, ao servir os pratos delas, evitava o fundo do tabuleiro. Bem, não sei se perceberam, mas aqui fica:

Puré de batata para um empadão – fiz na Bimby a receita normal
4 latas de atum de conserva natural
2 colheres de sopa de polpa de tomate
3 ovos cozidos
1 pimento vermelho
1 cebola
4 dentes de alho
10 cogumelos
Queijo para gratinar q.b.

Empadão de atum

Preparar o puré de batata na Bimby ou de forma tradicional. (Antes de ter Bimby, usava sempre o puré de batata congelado do Pingo Doce.) No fundo de um tabuleiro que possa ir ao forno colocar o alho, a cebola, o pimento e os cogumelos, tudo laminado em fatias finas. Regar com azeite e temperar com sal. Quando o puré estiver pronto, colocar a primeira camada, de forma a cobrir todo o fundo. Por cima colocar o atum, previamente misturado com as duas colheres de sopa de polpa de tomate. Colocar os ovos cozidos partidos em rodelas e por cima nova camada de puré. Cobrir de forma abundante com queijo ralado para gratinar. Levar ao forno cerca de 20 minutos, até o queijo estar derretido e tostadinho.

Bom apetite!

sexta-feira, 5 de março de 2010

Bolinhas de cenoura e côco

Docinhos de côco e cenoura

Para mim foi uma agradável novidade, mas pelo que percebi estes docinhos são bastante conhecidos das antigas festinhas de criança. Espalhados um bocadinho por toda a blogoesfera culinária, principalmente em blogs espanhóis, esta receita veio do blog “Comer guapamente” que tem sempre excelentes sugestões. Eu fiz na Bimby, tal como na receita original, mas a simplicidade é tanta, que vou passar a receita da forma tradicional. É ideal para lanchinhos de crianças, uma vez que leva mais cenoura e côco do que açúcar. Assim elas gostem de côco, porque a cenoura nem dão por ela! Aqui fica:

150g de cenoura cozida, escorrida e passada em puré
130g de côco ralado
130g de açúcar

Misturar todos os ingredientes de forma homogéna. Levar ao frigorífico de um dia para o outro. Se mesmo assim ainda estiver muito macio e difícil de manejar acrescentar mais um pouco de côco. Fazer bolinhas e passar por côco ralado ou açucar.

Bom apetite!

Docinhos de côco e cenoura

segunda-feira, 1 de março de 2010

Falso rancho

Falso rancho

Falso rancho, porque estava para ser mais verdadeiro e não foi… Mas acordei naquele dia a precisar desesperadamente de uma comida confortável. É que isto de fazer dieta com este frio e passar a vida a comer maçãs geladas e legumes tem muito que se lhe diga… naquele dia tive mesmo que dar um pontapé na dieta. Nem sempre nem nunca. Soube-me mesmo muito bem! Aqui fica:

500g de entremeada
3 cenouras
¼ de couve lombarda (depende do tamanho)
½ chouriço de carne
1 farinheira
1 lata grande de feijão branco já cozido
6 batatas médias
Sal, azeite, pimentão doce, piri-piri e vinho branco q.b.

Falso rancho

Num tacho grande colocar 2 colheres de sopa de azeite. Colocar o chouriço cortado em rodelas e deixar alourar. Juntar as entremeadas partidas em pedaços pequenos. Deixar fritar. Quando a carne e o chouriço estiverem douradinhos, juntar um pouco de vinho branco. De seguida acrescentar água até cobrir as carnes. Quando levantar fervura juntar as batatas partidas em cubos grandes, as cenouras em rodelas grossas e a couve em folhas pequenas. Temperar com todos os condimentos e envolver. Adicionar o feijão e envolver novamente. Quando levantar novamente fervura colocar no topo a farinheira, picada com um garfo, para não rebentar. Tapar e deixar cozinhar. Quando as batatas estiverem cozidas está pronto a comer. Servir de imediato.

Bom apetite!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...