terça-feira, 29 de Dezembro de 2009

Bolo de maçã e caramelo – receita Bimby

Bolo de maçã - Bimby

Sabem como é o vício de andar sempre em busca da receita perfeita? Aquela que nos satisfaz MESMO em todos os aspectos?? Sabem , não sabem? Bem, eu tenho uma “certa” obsessão por bolos de maçã… infelizmente sou a única lá de casa, mas paciência! Sempre que vejo uma receita de bolo de maçã fico tentada a experimentar. Há imensas que gosto, há algumas que gosto muito e há esta… Quando vi esta receita sabia, porque sabia, que tinha que experimentar! E foi amor à primeira dentada… ou melhor, foi amor ao primeiro aroma! Porque o cheirinho deste bolo ao sair do forno é qualquer coisa de indescritível… Só tenho um conselho: façam-no! Já! Corram à cozinha e ponham-no no forno! Não se vão arrepender! A única coisa que ainda não consegui acertar, foi com a apresentação, uma vez que ele se desmancha sempre um bocadinho quando é desenformado! Mas perante o resto, isso lá interessa para alguma coisa? Espreitem no blog Sítio do sol, onde tem uma óptima apresentação e explica as diferenças entre o que aconteceu ali e na receita original. Comigo a maçã também não subiu e é isso que torna este bolo o n.º 1 da minha lista de bolos de maçã!

Bolo de maçã - Bimby

Aqui fica:

3 ou 4 maçãs (usei reineta)
2 chávenas de chá de farinha
2 colheres de chá de fermento
150g de açúcar
200ml de leite
150g de margarina
2 ovos batidos

Para a cobertura

1 copinho da bimby (100ml) de açúcar amarelo
1/2 copinho de caramelo (usei de compra)
150 ml de água

Bolo de maçã - Bimby

Untar uma forma com manteiga e polvilhar com açúcar (usei uma forma redonda). Colocar a maçã fatiada no fundo e reservar. No copo juntar a farinha, o fermento, o açúcar, o leite, a manteiga e ovos, e bater 30 seg., vel. 4.

Deitar a massa sobre as maçãs. Com o copo lavado, juntar os ingredientes da calda e programar 4 min., 100º, vel. 2.

Regar cuidadosamente a massa do bolo com a calda (esta “operação” poderá assustar um bocadinho, porque parece que a massa fica esburacada, mas é assim mesmo!) e levar ao forno pré-aquecido a 180º por 40-50 minutos.

Bom apetite!

Bolo de maçã - Bimby

segunda-feira, 28 de Dezembro de 2009

Cubos de frango com natas e caril

Frango com natas e caril

Caril é sem dúvida um dos meus condimentos favoritos. Há alturas em que me apetece comer um bom prato de caril e pronto! Gosto de caril com quase tudo… peixe, gambas, lulas, frango… enfim, onde for possível! Mas, para não variar, durante a semana tem que ser tudo mais rápido! E deixo de lado o meu cerimonial de caril com leite de côco, coentros e tudo a que tem direito, para conseguir fazer um caril rapidinho, mas muito saboroso. Aqui fica:

3 peitos de frango cortados em cubos
1 pacote de natas (creme de leite – 200ml)
2 dentes de alho
1 colher de sopa de caril
Sal, azeite e limão q.b.

Temperar os cubos de frango com os dentes de alho picados, sal e um pouco de sumo de limão. Ir dar banho ás crianças (brincadeirinha!!). Num tacho colocar um pouco de azeite e aquecer. Juntar o frango temperado e deixar fritar. Enquanto isso, misturar numa tigela as natas com o caril. Quando o frango estiver bem coradinho juntar as natas, envolver e deixar levantar fervura. Acompanhei com arroz branco.

Bom apetite!

terça-feira, 22 de Dezembro de 2009

Areias - receita Bimby

Areias - receita Bimby

Desde que tenho a Bimby, nunca mais fiz as areias de modo tradicional. A receita é rigorosamente igual à que eu utilizava (as areias da minha Tia Isaura), mas na realidade a tarefa fica bastante facilitada, uma vez que ficam “prontas” em 30 segundos! Retirada do livro base da Bimby. Aqui fica:

300g de farinha
200g de margarina
100g de açúcar

Opcional: açúcar e canela para envolver as areias

Colocar todos os ingredientes no copo e marcar 30 seg., vel. 6. Já está. Fazer bolinhas com as mãos e colocar num tabuleiro forrado com papel vegetal. Achatar as bolinhas com os dentes de um garfo. Levar ao forno médio cerca de 20/25 minutos. Rende cerca de 30 unidades.

Bom apetite!

segunda-feira, 21 de Dezembro de 2009

Arroz de atum

Arroz de atum

Este é um daqueles pratos rápidos de salva-jantares. É muito simples de fazer e rápido como se quer durante a semana. É uma daquelas receitas básicas, que podem ter variadíssimas alterações. Aqui fica a minha sugestão:

Arroz agulha para 4 pessoas (acrescentar um pouco mais, uma vez que não é apenas companhamento)
Bacon q.b. cortado em cubos
4 latas de atum natural
½ pimento vermelho cortado em tiras
½ cebola picada
1 dente de alho
1 lata de cogumelos laminados
Azeite, sal, orégãos e polpa de tomate q.b.

Regar o fundo de um tacho com um fio de azeite e aquecer. Colocar a cebola, o alho e o bacon e deixar alourar. Acrescentar o pimento e os cogumelos e deixar cozinhar uns 2 ou 3 minutos. Acrescentar a água suficiente para cozer o arroz (que deve ficar soltinho) e deixar levantar fervura. Quando a água estiver a ferver, adicionar o arroz, acrescentar uma colher de sopa de polpa de tomate, temperar com sal e orégãos e deixar cozer. Quando o arroz estiver quase no ponto juntar o atum escorrido e misturar. Deixar acabar de cozer o arroz e servir!

Bom apetite!

domingo, 6 de Dezembro de 2009

Tarte de amêndoa com leite condensado

Tarte de amendoa com leite condensado

Esta tarte surgiu da necessidade de gastar uma base de massa folhada, que estava mesmo, mesmo a passar da validade. Procurei na blogosfera receitas de tarte de amêndoa (desejo do marido), mas só me apareceram tartes em que a amêndoa quase se envolve com a base, tipo picado de abelha, o que não me ajudava em nada. Sem grande tempo (para não variar!!) para me dedicar ao assunto, improvisei com o que havia lá por casa. Não vou dizer que ficou excelente, mas ficou bastante saborosa. Ideal para gulosos inveterados. O que é facto é que até desapareceu muito rápido. Aqui fica:

1 base de massa folhada para tartes
1 lata de leite condensado cozido
150g de amêndoas palitadas
3 colheres de sopa de açúcar amarelo
150 g de margarina
2 ovos

Estender a massa na tarteira, com o papel vegetal, enrolar as pontas e picar o fundo com um garfo. Levar ao lume a margarina com o açúcar. Quando estiver derretida, juntar as amêndoas e deixar caramelizar. Reservar. Numa taça misturar muito bem o leite condensado com os dois ovos (uso uma vara de arames). Depois de bem misturado, juntar o preparado das amêndoas e envolver. Despejar para a tarteira e levar a forno médio pré-aquecido cerca de 25/30 minutos.

Bom apetite!

quarta-feira, 2 de Dezembro de 2009

Bacalhau à cozinheira

Bacalhau à cozinheira

O prato que trago hoje, faz parte das minhas lembranças de adolescência. Na rua onde morava a minha mãe, há um restaurante minúsculo (mesmo minúsculo!!!) que nós apelidamos de “tasquinha”. Não sei se era por irmos cheios de fome, ao sábado de manhã, depois de uma manhã de compras, mas sempre achámos que se comia muitíssimo bem naquele espaço apertado, mas familiar. Este bacalhau era sem dúvida um dos meus pratos favoritos, e sempre que fazia parte da ementa, era sem dúvida a minha primeira opção. O célebre “bacalhau à cozinheira”. Trago hoje uma humilde adaptação dessa receita, mas que fez sucesso na minha mesa. Não sei porquê, mas em 9 anos de casada, nunca me tinha lembrado de o fazer… posso apenas dizer que foi tempo que perdi! Aqui fica:

1 embalagem de bacalhau demolhado (costumo usar daquelas de pronto a usar do Pingo Doce) ou 2 postas de bacalhau cozido e desfiado
1 lata de 6 salsichas
1 pacote de batatas em cubos pequenos para fritar
½ frasco de pickles (dos pequenos)
3 dentes de alho picados muito finos
½ cebola picada muito fina
Azeite q.b.
Azeitonas pretas q.b.
2 ovos cozidos (desta vez esqueci-me!)
Óleo q.b.

Começar por aquecer o óleo para fritar as batatas. Num tacho grandinho colocar os dentes de alho e a cebola muito bem picados. Regar generosamente com azeite. Quando começar a alourar, colocar o bacalhau (que já deve estar descongelado e desfiado) e deixar fritar. Vai libertar alguma água. Deixar cozinhar até evaporar a água. As batatas devem ir fritando. Enquanto o bacalhau cozinha cortar as salsichas em rodelas finas e os pickles em pedaços pequenos (a minha filha mais velha adora ajudar-me nesta tarefa… mas cuidado com os dedos!!!!). Escorrer bem as batatas em papel absorvente (as minhas são fritas em duas vezes).
Juntar ao bacalhau, ainda no lume, as salsichas, os pickles e as azeitonas. Envolver muito bem. Juntar as batatas e envolver novamente. Colocar na travessa de servir e cobrir com os ovos em rodelas.

Bom apetite!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...